Noruega considera excluir Huawei das redes 5G

Reuters
O governo norueguês está atualmente debatendo medidas para reduzir potenciais vulnerabilidades em sua indústria de telecomunicações antes da implantação das redes 5G

A Noruega está considerando se adere ao grupo de países do Ocidente que excluíram a chinesa Huawei da relação de fornecedores de equipamentos de rede de telecomunicações 5G, afirmou hoje (9) o ministro da Justiça do país.

LEIA MAIS: Huawei lança chipset de servidores

O governo norueguês está atualmente debatendo medidas para reduzir potenciais vulnerabilidades em sua indústria de telecomunicações antes da implantação das redes 5G.

A operadora estatal Telenor, que tem 173 milhões de clientes em oito países da Europa e Ásia, assinou seu primeiro grande contrato com a Huawei em 2009, em um acordo que ajudou a abrir caminho para a expansão global do grupo chinês.

A Telenor e a rival Telia atualmente usam equipamentos 4G da Huawei na Noruega e estão testando produtos da companhia chinesa em redes 5G experimentais.

“Compartilhamos as mesmas preocupações dos Estados Unidos e Inglaterra sobre espionagem de atores privados e do Estado na Noruega”, disse o ministro da Justiça, Tor Mikkel Wara, a Reuters durante conferência de negócios. “Esta questão é alta prioridade… Queremos ter isso estabelecido antes de construirmos a próxima fase das redes de telecomunicações.”

Questionado se haverá ações específicas a serem adotadas contra a Huawei, Wara respondeu: “Sim, estamos considerando as medidas tomadas por outros países, isso é parte da avaliação, os passos dados pelos EUA e Inglaterra”.

VEJA TAMBÉM: Chinesa Huawei pune funcionários por usar iPhone

Procurada, a Huawei disse que seus equipamentos são seguros. “Nossos clientes na Noruega têm fortes exigências de segurança e têm uma boa administração de riscos sobre suas operações”, disse Tore Orderloekken, diretor de cibersegurança da Huawei no país.

Em agosto, o presidente dos EUA, Donald Trump, assinou medida que impediu o governo norte-americano de usar equipamentos da Huawei e está considerando um decreto que pode impedir as companhias do país a terem o grupo chinês como fornecedor.

O governo dos EUA também está pedindo aos aliados para não usarem equipamentos da Huawei ao montarem suas redes 5G. Na Inglaterra, a operadora BT está retirando produtos da chinesa do núcleo de suas redes 3G e 4G e não vai contratar a companhia chinesa na montagem da rede 5G.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).