Previsões da Amazon para 1º tri decepcionam

Forbes Brasil
Empresa enfrenta obstáculos regulatórios na Índia e desaceleração na Europa

A Amazon.com divulgou hoje (31) a previsão de vendas para o primeiro trimestre abaixo das estimativas de Wall Street, uma vez que enfrenta obstáculos regulatórios na Índia e uma desaceleração nas vendas de comércio eletrônico na Europa.

LEIA MAIS: Amazon inicia venda direta no Brasil com 12 categorias

A gigante do comércio eletrônico começou a remover uma ampla gama de produtos de sua unidade da Índia na noite de hoje para cumprir com as novas restrições de investimento que entram em vigor em fevereiro e proibir estrangeiros de vender produtos por meio de fornecedores nos quais investem.

A empresa previu vendas líquidas de US$ 56 bilhões a US$ 60 bilhões para o primeiro trimestre, abaixo da estimativa média de analistas de US$ 60,77 bilhões, segundo dados do IBES da Refinitiv.

As vendas líquidas do quarto trimestre subiram 19,7%, para US$ 72,38 bilhões, e superou a estimativa média de analistas de US$ 71,87 bilhões.

O lucro líquido da Amazon subiu para US$ 3,03 bilhões, ou US$ 6,04 por ação, ante US$ 1,86 bilhão, ou US$ 3,75 por ação, um ano antes, que incluía um ganho fiscal. As vendas líquidas na América do Norte saltaram 18,3%, para US$ 44,12 bilhões no trimestre.

A receita do negócio de nuvem da Amazon Web Services subiu 45,3%, para US$ 7,43 bilhões, superando a estimativa de US$ 7,26 bilhões.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).