Ações da Snap disparam com expectativa sobre Android

Getty Images
Às 14h05 (horário de Brasília), a ação da Snap na bolsa de Nova York subia 26,5%

As ações da Snap dispararam hoje (6), após a dona do aplicativo de mensagens Snapchat estancar uma queda nos usuários de aparelhos da Apple e receber avaliações favoráveis ​​de analistas para um novo aplicativo para Android.

LEIA MAIS: Ações da Snap caem após saída de 2º CFO em um ano

Às 14h05 (horário de Brasília), a ação da Snap na bolsa de Nova York subia 26,5%.

A Snap enfrentou críticas no ano passado devido a um design reformulado de seu aplicativo de mensagens que fez milhões de usuários deixarem a plataforma. O número de usuários atingiu um pico de 191 milhões no primeiro trimestre do ano passado.

A empresa reportou 186 milhões de usuários diários ativos no fim de dezembro, estável sobre setembro e superando as expectativas de Wall Street, de 184,9 milhões. A empresa disse não esperar declínio nos usuários neste primeiro trimestre.

“Estamos satisfeitos com a estabilização no número de usuários do iOS, mas a notícia de produto mais importante para nós será o lançamento do aplicativo para Android, que deverá ajudar a aumentar o crescimento da base”, afirmou o Credit Suisse. Ao menos 11 corretoras elevaram preço-alvo da ação da Snap.

VEJA TAMBÉM: Snap registra prejuízo no 3º tri e perde mais usuários

A segmentação de usuários do Android é uma mudança de tom do presidente-executivo Evan Spiegel, que focou no desenvolvimento do ecossistema da Apple durante o IPO em 2017.

Analistas da Jefferies disseram: “2018 foi o ano do êxodo de funcionários e usuários na plataforma, mas acreditamos que a Snap está virando a página em 2019 e isso vai melhorar as expectativas dos investidores ao longo do ano”.

Outros analistas disseram que esperarão mais sinais de melhora no negócio antes de chamá-lo de história de recuperação.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).