Buffett diz que Berkshire pagou muito por Kraft Heinz

Getty Images
“Pagamos demais pela Kraft”, disse Buffett à emissora norte-americana de televisão “CNBC”

O megainvestidor Warren Buffett afirmou hoje (25) que sua companhia, a Berkshire Hathaway, pagou um preço excessivo na fusão que criou a gigante de bens de consumo Kraft Heinz.

LEIA MAIS: Kraft Heinz divulga investigação da SEC e prejuízo

Berkshire e a companhia brasileira de investimentos 3G Capital se aliaram em 2015 para combinar os negócios da Kraft Foods com os da H.J. Heinz. O grupo controla cerca de metade da companhia combinada, com a Berkshire tendo participação de 26,7%. “Pagamos demais pela Kraft”, disse Buffett à emissora norte-americana de televisão “CNBC”. “Eu estava errado de algumas maneiras sobre a Kraft Heinz.”

Buffett falou quatro dias depois que a Kraft Heinz fez uma baixa contábil de US$ 15,4 bilhões relacionada às marcas Kraft e Oscar Mayer e outros ativos. A decisão fez a empresa reduzir dividendos e informar que o órgão de fiscalização dos mercados financeiros dos Estados Unidos (SEC) estava realizando uma auditoria sobre sua contabilidade. A Kraft Heinz também afirmou que uma recuperação de seus negócios provavelmente não será iminente.

As ações Kraft Heinz despencaram 27,5% na sexta-feira (22) após os anúncios, o que fez a Berkshire perder um valor de mercado de US$ 4,3 bilhões relacionado à participação na companhia.

Buffett afirmou que soube sobre a investigação da SEC cerca de sete a 10 dias antes que fosse anunciada.

Greg Abel, vice-presidente de conselho de administração na Berkshire, que é amplamente considerado como um candidato à sucessão de Buffett, que tem 88 anos de idade, como presidente-executivo, é membro do conselho da Kraft Heinz.

VEJA TAMBÉM: Chances de grande aquisição em 2019 são baixas, diz Warren Buffett

O anúncio da empresa de alimentos gerou questões sobre a estratégia financeira da 3G Capital para a Kraft Heinz e se o grupo, que tem entre seus fundadores os bilionários brasileiros Jorge Paulo Lemann, Carlos Alberto Sicupira e Marcel Telles, está acompanhando as tendências de consumo em direção a produtos saudáveis e frescos em vez de processados.

Buffett reconheceu tais mudanças, mas afirmou que a maior pressão está vindo de varejistas como Amazon.com, Walmart e Costco Wholesale.

“A capacidade de precificação mudou e isso é uma coisa muito importante”, disse Buffett.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).