Clima ruim para investimento pode atrasar 5G na Europa

Reuters
Borje Ekholm acredita que a Europa terá 5G mais tarde do que outras regiões

A Europa corre o risco de ficar atrás de outras regiões na implementação de serviços de telefonia 5G por causa de regulamentações caras e baixo investimento – e não devido a preocupações com a segurança das redes, disse Borje Ekholm, presidente-executivo da Ericsson.

LEIA MAIS: Por que o 5G sem fio pode acabar com a nuvem

Altas taxas cobradas para concessão do espectro 5G, incerteza regulatória e falta de investimento são preocupações mais importantes, disse o executivo, referindo-se à pressão dos Estados Unidos para impedir que fornecedores chineses de equipamentos participem de processos de instalação de novas redes.

“Isso tem muito mais a ver com a atratividade de investir em 5G”, disse ele em entrevista coletiva no Mobile World Congress, principal encontro anual da indústria de telecomunicações.

Ekholm não tomou posição sobre a pressão dos EUA para proibição da Huawei, líder do mercado de redes globais, devido à preocupação de que seus produtos possam ser usados por Pequim para espionagem.

“Cabe realmente aos países decidir como conduzir sua política de segurança nacional”, disse ele, acrescentando que isso preocupa os clientes: “É claro que a atual incerteza os afeta.”

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).