GM faz acordo com trabalhadores em São José dos Campos

Getty Images
Montadora diz que iniciativa permite aplicação de um plano de viabilidade

A General Motors afirmou hoje (7) que fechou acordo com metalúrgicos de sua fábrica em São José dos Campos, interior de São Paulo, em um passo que permite a aplicação de um plano de “viabilidade” da companhia.

LEIA MAIS: GM corta 4 mil funcionários

A montadora afirmou que as conversas com fornecedores, governos e outras partes “continuam de forma diligente”.

Entre os termos da proposta aceita pelos metalúrgicos em assembleias então participação nos resultados por três anos, com pagamento de R$ 7,5 mil em 2019, R$ 12,7 mil em 2020 corrigido pela inflação e igual valor em 2021, também corrigido.

Além disso, os trabalhadores não terão reajuste de salário na data base deste ano, mas terão pagamento de abono de R$ 2,5 mil. Em 2020, a GM vai aplicar 60% do INPC e abono de R$ 1,5 mil e, em 2021, a companhia vai reajustar integralmente pela inflação.

O acordo também prevê manutenção de garantia de emprego para atuais funcionários que se acidentarem e renovação de acordos de flexibilidade de jornada de trabalho e folgas.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).