Natura tem alta de 48,7% no lucro do trimestre

A Natura divulgou alta de 48,7% no lucro líquido do quarto trimestre, para R$ 381,7 milhões

A Natura começa o ano com uma visão positiva e focada em consolidar seu modelo de vendas, enquanto aumenta a produtividade das consultoras com a digitalização das operações, disseram hoje (22) executivos da fabricante de cosméticos.

LEIA MAIS: Lucro líquido da Natura mais que dobra para R$ 132,8 mi

“Ainda temos um longo caminho a percorrer [na digitalização dos serviços], mas a produtividade deve continuar crescendo conforme nossas consultoras adotam a plataforma”, afirmou o diretor-presidente da Natura, João Paulo Ferreira, em teleconferência com analistas e investidores sobre o balanço.

Ontem (21), a companhia divulgou alta de 48,7% no lucro líquido do quarto trimestre, para R$ 381,7 milhões, beneficiada pela melhora do desempenho operacional, despesas menores e alíquota mais baixa de impostos de renda.

Ferreira destacou que a Natura já conta com 200 lojas abertas por consultoras e espera acelerar o ritmo de aberturas dentro desse modelo nos próximos meses. E a empresa também mantém os planos de inaugurar mais lojas em shoppings.

Ainda segundo ele, as categorias de produtos que mais vêm ganhando participação de mercado são perfumaria e produtos de cuidados com o corpo (body care).

Em relação à The Body Shop, adquirida pelo grupo brasileiro em 2017, o presidente executivo do conselho de administração da Natura, Roberto de Oliveira Marques, afirmou que o processo de transformação organizacional está bem encaminhado.

VEJA TAMBÉM: “WSJ” diz que Natura procurou Avon para aquisição

O fechamento de lojas da marca impactou o desempenho total de vendas da The Body Shop no ano passado e, conforme o diretor financeiro e de relações com investidores da Natura, José Filippo, ainda há mais unidades a serem fechadas ao longo deste ano.

Às 11h (horário de Brasília), as ações da Natura subiam mais de 4%, cotadas a R$ 48,87, figurando entre os destaques positivos do Ibovespa, que avançava 0,29%.

 

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).