Petrobras vai fechar escritórios em NY e Japão

Reuters
A redução de custos continua como um dos focos da estatal

O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, disse que a companhia está em processo de fechamento de escritórios em Nova York, África, Irã e Japão, já que a redução de custos continua como um dos focos da estatal.

LEIA MAIS: Petrobras inicia operação da Plataforma P-76 em Búzios

A declaração ocorre após a petroleira anunciar ontem (26) que desocupará, até junho, sete andares alugados em um prédio na Avenida Paulista, em São Paulo, visando economizar mais de R$ 100 milhões no horizonte do plano de negócios 2019/2023.

“Uma das coisas que estamos fazendo é a redução de custos. Nesse sentido, tomamos algumas medidas, entre elas o fechamento de escritórios da Petrobras fora do Brasil… É claro que preservaremos aqueles que julgamos indispensáveis, como em Houston, Londres, Holanda, Singapura e China, mas fecharemos outros, como Nova York. Estamos no processo de fechamento de escritórios na África, no Irã e no Japão”, disse o CEO em vídeo a funcionários.

Com relação ao prédio da Avenida Paulista, Castello Branco afirmou se tratar do “mais caro” ocupado pela Petrobras.

“As pessoas que trabalham nesse prédio, 605 segundo estimativas, serão direcionadas para outros lugares de custos mais baixos. Não temos, a priori, a intenção de demitir ninguém… Estamos estudando um programa incentivado de demissão voluntária”, afirmou ele, destacando que não há nenhuma aprovação nesse sentido por ora.

Castello Branco destacou ainda que três veículos à disposição da diretoria em São Paulo serão desmobilizados e que foi aprovado reajuste salarial zero para o presidente e diretores executivos da estatal.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).