Sony reforçará divisão de chips com novos engenheiros

Getty Images
Objetivo é contratar 640 novos profissionais até 2020 só no Japão

A Sony disse, hoje (21), que irá designar 40% de suas novas contratações de engenheiros no Japão dos próximos dois anos para a divisão de chips, que inclui sensores de imagem, para o crescimento de novas aplicações em tudo, de carros a telefones.

LEIA MAIS: Sony tem lucro abaixo do esperado

A alocação está alinhada com os planos da empresa de investir 600 bilhões de ienes (US$ 5,4 bilhões) em sensores de imagem nos três anos até março de 2021, ou metade dos gastos de capital planejados do grupo.

A Sony controla mais da metade do mercado de sensores de imagens para smartphones, setor que foi o principal motor de uma recuperação do conglomerado que, em seu auge, liderou o mundo em aparelhos de consumo.

Os investidores estão procurando o próximo pilar de lucro, já que os negócios de jogos da companhia mostram sinais de desaceleração, com seu popular console PlayStation 4 chegando ao fim de seu ciclo de vida.

Mas a empresa cortou sua previsão de lucro anual para sensores de imagem este mês, para 130 bilhões de ienes, respondendo por apenas 15% do lucro total do grupo, devido ao enfraquecimento da demanda global por smartphones.

VEJA TAMBÉM: Sony eleva previsão para lucro anual recorde

A Sony planeja contratar 320 novos engenheiros por ano no Japão em 2019 e 2020, acima dos 250 contratados em 2018. Os números não incluem aqueles a serem contratados por unidades no exterior.

Os fabricantes de chips mantiveram seus planos de investimento de longo prazo enquanto buscavam novas tecnologias, como redes de comunicação de quinta geração (5G) e inteligência artificial para impulsionar o crescimento do setor.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).