Spotify tem lucro surpreendente no 4º trimestre

O lucro operacional foi de € 94 milhões no quarto trimestre

O Spotify, serviço pago de streaming de músicas mais popular do mundo, divulgou um surpreendente lucro operacional no quarto trimestre e crescimento de vendas em linha com o esperado, mas disse que prevê um prejuízo de € 200 milhões a € 360 milhões em 2019.

LEIA MAIS: Novo ranking traz os artistas mais ouvidos no Spotify

O lucro operacional foi de € 94 milhões no quarto trimestre, ante previsão média de prejuízo de € 16 milhões em levantamento da Reuters com analistas e perda de € 87 milhões um ano atrás.

A companhia, que alega priorizar o crescimento em vez da rentabilidade, viu as vendas subirem 30% no período, em linha com o avanço de 31% projetado por analistas.

A receita média por usuário caiu 7% no trimestre, conforme o percentual de assinaturas mais baratas aumentou e o crescimento em mercados com receita média por usuário menor superou o de áreas em que esse indicador é mais alto.

Investidores têm se preocupado com a desaceleração da taxa de crescimento da receita do Spotify. As vendas aumentaram 29% em 2018, menos que os 39% observados em 2017 e os 52% de 2016.

O serviço atingiu 96 milhões de assinantes desde o lançamento na Suécia em 2008. O número se compara aos cerca de 50 milhões de assinantes da rival Apple Music, da Apple, lançada em 2015.

VEJA TAMBÉM: Spotify no Oriente coloca artistas palestinos no mapa

As ações do Spotify acumulam queda de cerca de 6% desde que foram listadas em abril do ano passado na Bolsa de Nova York, pressionadas por venda generalizada em papéis de tecnologia no fim do ano.

Separadamente, a empresa informou que vai adquirir as companhias de podcast Gimlet Media e Anchor por valor não revelado.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).