Trump pode declarar emergência na fronteira com México

Foto Rep. fORBES
Trump havia exigido ao Congresso que incluísse dinheiro para o muro, uma de suas maiores promessas de campanha de 2016, em uma lei de financiamento que deverá sancionar ainda hoje ou amanhã (16).

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse hoje (15) que vai declarar uma emergência nacional na fronteira com o México, uma manobra que deve colocá-lo em uma briga com democratas pelo que chamam de tentativa inconstitucional de financiar um muro sem aprovação do Congresso.

LEIA MAIS: Trump ordena promoção de inteligência artificial

Trump havia exigido ao Congresso que incluísse dinheiro para o muro, uma de suas maiores promessas de campanha de 2016, em uma lei de financiamento que deverá sancionar ainda hoje ou amanhã (16). Ela foi aprovada pelo Congresso no fim do dia de ontem (14) sem a verba para o muro, uma derrota legislativa para ele.

Uma emergência nacional, se não for impedida por tribunais ou pelo Congresso, permitirá a Trump utilizar fundos que parlamentares tinham aprovado para outros propósitos, que não um muro na fronteira.

O governo identificou US$ 8 bilhões em fundos que o presidente Trump poderá destinar para o pagamento do muro na fronteira com o México sob uma emergência nacional, disse uma importante autoridade da Casa Branca nesta sexta-feira.

Além dos US$ 1,38 bilhão da lei de financiamento bipartidária, o governo usará fundos de outras partes do governo, incluindo o Departamento do Tesouro e da Defesa, disse o chefe de gabinete da Casa Branca, Mick Mulvaney, a repórteres.

A expectativa é que democratas se oponham à declaração de emergência nacional de Trump como uma tentativa inconstitucional de pagar pelo muro sem passar por aprovação do Congresso.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).