Gol suspende operações com Boeing 737 Max 8

Paulo Whitaker/Reuters
Avião do mesmo tipo caiu na Etiópia, em acidente que matou 157 pessoas

A companhia aérea Gol suspendeu as operações comerciais com aeronaves 737 Max 8, um dia após a queda de um avião do mesmo tipo na Etiópia, acidente que matou 157 pessoas. Em comunicado, a companhia avisou que os clientes com viagens previstas em aviões 737 Max 8 serão comunicados e reacomodados em voos da própria empresa ou de outras companhias e explicou que a decisão foi previamente comunicada à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

LEIA MAIS: Taxa de ocupação da Gol e da Azul cresce em fevereiro

A empresa continuará operando os destinos internacionais de longo curso com os aviões Boeing 737 NG. Sete das 121 aeronaves Boeing operadas pela companhia são do modelo 737 Max 8.

Antes da suspensão, o órgão de defesa do consumidor Procon-SP afirmara que iria pedir para a Gol suspender operações com os Boeing 737 Max 8, alegando risco à vida dos passageiros.

O desastre de domingo envolveu uma aeronave operada pela Ethiopian Airlines e caiu minutos após decolar de Addis Abeba. O mesmo modelo, operado pela Lion Air, caiu na costa da Indonésia em outubro, matando todas as 189 pessoas que estavam no avião.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).