Venda de veículos novos no Brasil sobe 26,6%

Reuters
No primeiro bimestre, as vendas de veículos novos no país subiram 17,8% ano a ano, a 398,4 mil unidades

O licenciamento de veículos novos no Brasil cresceu 26,6% em fevereiro sobre mesmo período do ano passado, para 198,65 mil unidades, informou hoje (1) a associação de concessionários Fenabrave.

LEIA MAIS: VW e Ford não chegam a acordo sobre veículos autônomos

Na comparação com janeiro, porém, as vendas caíram 0,6%, considerando automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, segundo dados da entidade.

Com isso, no primeiro bimestre, as vendas de veículos novos no país subiram 17,8% ano a ano, a 398,4 mil unidades.

Em destaque, as vendas de caminhões seguem em trajetória de recuperação, avançando quase 66% no mês passado sobre fevereiro de 2018, para 6.816 unidades. Já os emplacamentos de ônibus novos subiram 75,2%, para 1.987 veículos.

Mas na comparação mensal, apenas o segmento de comerciais leves apresentou crescimento ante janeiro, de 1,7%.

Segundo os dados da entidade, o destaque de vendas no mês passado foi o grupo ítalo-americano FCA, que reúne as marcas Fiat e Jeep, e que registrou salto de 62% na comparação anual, para 37.819 veículos licenciados.

VEJA TAMBÉM: Anfavea vê alta de 11,4% nas vendas de veículos novos no Brasil

Na segunda posição aparece a General Motors, com vendas de 33.869 carros e comerciais leves em fevereiro, alta de 23,6% sobre o mesmo mês de 2017. A montadora norte-americana foi seguida pela Volkswagen, que teve licenciamentos de 25.835 veículos no período, alta de 16%.

Já a Ford, que anunciou em fevereiro fechamento de fábrica na região metropolitana de São Paulo, teve alta de 12,6% nas vendas, para 15.522 veículos emplacados, ficando na quinta posição no ranking, atrás da Renault, que apurou crescimento de 33,5%, para 15.879 veículos.


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).