Beyond Meat eleva faixa de preço em IPO

Reprodução/Forbes
Produtora de hambúrguer vegano pode chegar a valer US$ 1,49 bi

A fabricante norte-americana de carne de origem vegetal Beyond Meat elevou hoje (30) a faixa de preço e o tamanho de sua oferta inicial de ações antes da estreia no mercado amanhã (1), indicando forte demanda dos investidores.

LEIA MAIS: JBS compra processadora de carne suína no RS

A empresa agora espera ofertar 9,63 milhões de ações ante os 8,75 milhões de papéis previstos antes. A faixa de preço da ação passou de US$ 19 a US$ 21 por papel para entre US$ 23 e US$ 25.

A ponta mais alta da nova faixa de preço indica que a companhia pode alcançar um valor de mercado de US$ 1,49 bilhão, ante US$ 1,21 bilhão na estimativa anterior.

A carne com base em vegetais tem ganhado popularidade, conforme os consumidores mostram mais preocupação sobre o impacto ao meio ambiente causado pela carne tradicional.

A Beyond Meat anunciou em janeiro que estava distribuindo seu hambúrguer vegetal na rede de fast food Carl’s Jr.

Os investidores da Beyond Meat incluem o ator Leonardo DiCaprio e o fundador da Microsoft, Bill Gates.

VEJA TAMBÉM: Walmart criará cadeia de carne bovina angus

A Tyson Foods, maior processadora de carne dos Estados Unidos, detém uma fatia de 6,5% na Beyond Meat, mas na semana passada afirmou que se desfez do investimento, uma vez que pretende desenvolver sua própria linha de produtos de proteína alternativa.

O prejuízo líquido da Beyond Meat caiu levemente para US$ 29,89 milhões em 2018 ante US$ 30,38 milhões em 2017. A receita líquida mais que dobrou, para US$ 87,93 milhões, no mesmo período.

Os coordenadores do IPO da Beyond Meat incluem Goldman Sachs, JPMorgan e Credit Suisse.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).