Dólar recua ante real

iStock
Às 10h19, a moeda norte-americana recuava 0,23%, a R$ 3,8452 na venda

O dólar recua hoje (10) ante o real após parecer favorável do relator à reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, e monitorando dia de agenda cheia no exterior.

LEIA MAIS: Dólar fecha em leve alta ante real

Às 10h19, a moeda norte-americana recuava 0,23%, a R$ 3,8452 na venda. Ontem (9), fechou em alta de 0,13%, a R$ 3,8542 na venda. O dólar futuro caía por volta de 0,15%.

O relator da Previdência na CCJ, deputado Delegado Marcelo Freitas (PSL-MG), apresentou um parecer favorável à proposta encaminhada pelo governo, mas recomendou que sejam feitos “ajustes” na técnica legislativa e pediu que o mérito seja analisado com “profundidade” para verificar a “conveniência” e a “justiça” das novas regras.

Após mais uma sessão tumultuada no colegiado, o texto voltará a ser discutido a partir da próxima segunda-feira (16) para ser votado até 17 de abril.

“Mesmo com todas as fichas sendo direcionadas na aprovação da reforma, a apreensão fica por conta da sua essência. Resumindo, o objetivo de uma economia de r$ 1 trilhão em 10 anos será ou não alcançado?”, ponderou em nota o operador de câmbio da Advanced Corretora Alessandro Faganello.

Ainda na noite de ontem, o governo aprovou um pagamento de US$ 9,058 bilhões a Petrobras na renegociação da cessão onerosa.

VEJA TAMBÉM: Dólar tem leves variações ante real

Em meio a dificuldades fiscais, o governo deverá usar parte dos recursos arrecadados com o leilão do excedente do contrato da cessão onerosa, previsto para 28 de outubro, para pagar os montantes da renegociação à petroleira.

No exterior, o apetite por risco que predominava nos últimos pregões se esvaiu depois que o Fundo Monetário Internacional (FMI) cortou suas projeções de crescimento global na véspera e com tensões comerciais renovadas entre Estados Unidos e Europa.

Tendo esse cenário como pano de fundo, investidores voltam as atenções nesta quarta-feira para a decisão do Banco Central Europeu, que manteve a política monetária e orientação apesar da forte desaceleração no crescimento econômico do bloco.

O mercado aguarda ainda a divulgação da ata da última reunião de política monetária do Federal Reserve, às 15h.

“Com poucas novidades esperadas para o curto prazo, as dúvidas se referem aos detalhes que as autoridades podem fornecer sobre as perspectivas de médio e longo prazo”, explicaram economistas da XP Investimentos em nota, referindo-se às reuniões dos bancos centrais.

O Banco Central realiza nesta sessão leilão de até 5,350 mil swaps cambiais tradicionais, correspondentes à venda futura de dólares, para rolagem do vencimento de maio, no total de US$ 5,343 bilhões.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).