Nintendo diz que não lançará Switch na China em breve

Divulgação
Presidente da empresa também desmente rumores de nova versão do console

A japonesa Nintendo alertou que levará tempo para lançar seu console Switch na China e desmentiu especulações sobre a introdução de uma versão de baixo custo do aparelho.

LEIA MAIS: Tencent lançará Switch na China

Parceira da Nintendo, a Tencent conseguiu aprovação, na semana passada, para vender o dispositivo portátil e doméstico na China. Mas, embora o presidente-executivo da Nintendo, Shuntaro Furukawa, tenha elogiado a Tencent e a parceria hoje (25), ele disse que as vendas do Switch no país não começarão em breve.

A notícia da parceria e a esperança de que ela se estenda aos jogos para celulares ajudaram a elevar o preço das ações da Nintendo a máximas de seis meses na semana passada. Jogos para celulares e PCs na China, maior mercado de videogames do mundo, ofuscam o mercado de consoles, cujo crescimento foi limitado por regulamentações locais.

A investida da Nintendo em celulares ainda não resultou em um jogo de grande sucesso, embora analistas apontem para o “Mario Kart Tour”, desenvolvido com a DeNA e com lançamento previsto para os próximos meses, como um possível candidato.

A empresa de jogos com sede em Kyoto, que tem uma reputação de fazer previsões conservadoras, disse que venderá 18 milhões de unidades do console Switch globalmente neste ano fiscal, um aumento de 6,2% em relação ao ano passado.

Reportagens na mídia que informavam que a Nintendo está preparando uma versão de baixo custo do Switch ajudaram a impulsionar suas ações nas últimas semanas.

VEJA TAMBÉM: Nintendo reduz previsão de vendas do Switch

Furukawa disse em uma coletiva de imprensa que, embora a empresa esteja sempre desenvolvendo novos equipamentos internamente, não há nada para anunciar e não há planos de revelar novos consoles na feira E3 em junho.

A indústria está enfrentando um abalo com empresas de jogos já estabelecidos, como a Nintendo e a Sony, expostas à concorrência de novos operadores como o Stadia, serviço de jogos por streaming em navegador do Google.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).