Pinterest é avaliado em US$ 12,7 bilhões em IPO

Getty
O Pinterest também é a mais importante listagem de uma empresa de mídia social dos Estados Unidos desde a Snap em 2017.

A oferta pública inicial do Pinterest avaliou a empresa de compartilhamento de fotos em US$ 12,7 bilhões ontem (17), acima de suas expectativas, e sinalizou força para o mercado de IPOs após as dificuldades da Lyft, rival da Uber.

LEIA MAIS: Ações da Lyft caem 11% com proximidade de IPO da Uber

As ações do Pinterest, onde os usuários salvam ideias de roupas, decoração e receitas, começarão a ser negociadas na bolsa de valores de Nova York hoje (18). O desempenho será um dos principais testes dos IPOs do mercado de tecnologia após a estreia da Lyft na Nasdaq, no final do mês passado.

A Lyft subiu mais do que pretendia quando se tornou pública, mas as ações caíram cerca de 17% em relação ao preço do IPO, levantando preocupações sobre o IPO da Uber no mês que vem.

Uma diferença fundamental entre o Pinterest e a Lyft é expectativa de avaliação da empresa. A Lyft, que teve prejuízo de US$ 911 milhões no ano passado, buscou um valor de até US$ 24,3 bilhões em seu IPO, maior do que a avaliação de US$ 15 bilhões que alcançou em sua última rodada de captação de recursos privados em 2018. O Pinterest teve prejuízo de US$ 63 milhões no ano passado.

O fato do Pinterest ter obtido uma valorização mais alta no IPO é um alívio para os investidores que participaram de rodadas anteriores de captação de recursos da empresa.

O Pinterest também é a mais importante listagem de uma empresa de mídia social dos Estados Unidos desde a Snap em 2017. As ações da Snap também conseguiram bons preços no IPO, mas agora estão 30% abaixo do preço da abertura de capital.

Os IPOs do Pinterest e de outros unicórnios deficitários – empresas iniciantes com valor de pelo menos US$ 1 bilhão – têm apresentado uma situação difícil para os investidores que estão em cima do muro. Eles não querem perder empresas populares em rápido crescimento, mas, ao mesmo tempo, têm que pesar os riscos de empresas com modelo de negócios não comprovado.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).