Concorrência em meios de pagamentos não deve esfriar

iStock
Candido Bracher acredita que não há sinais de que a competição acirrada no setor de meios de pagamentos vá esfriar

O presidente-executivo do Itaú Unibanco, Candido Bracher, disse hoje (3) que não há sinais de que a competição acirrada no setor de meios de pagamentos do país vá arrefecer.

LEIA MAIS: Cielo vai oferecer pagamento instantâneo a lojistas

Segundo o executivo, o maior banco privado do país decidiu reduzir suas metas de 2019 para receita com tarifas e margens financeiras com clientes depois que sua processadora de cartões, a Rede, decidiu parar de cobrar taxas de juros para fazer pagamentos antecipados para os comerciantes que usam suas máquinas.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).