Huawei segue como 2º maior fornecedor de smartphones

Hector Ratamal/GettyImages
A Huawei vendeu 58,4 milhões de unidades de smartphones no trimestre passado, com crescimento em todas as regiões

A Huawei manteve a segunda posição entre os maiores fabricantes de smartphones do mundo no primeiro trimestre, apesar de estar em uma lista negra comercial dos Estados Unidos, afirmou a empresa de pesquisa e consultoria de mercado Gartner.

VEJA TAMBÉM: Fundador faz previsão sombria para futuro da Huawei

O Gartner também disse que a Huawei continuou a reduzir a diferença para a Samsung, mas alertou que o crescimento pode ser limitado no curto prazo.

Os EUA em 15 de maio impediram a Huawei de comprar produtos norte-americanos dizendo que a empresa estava envolvida em atividades contrárias à segurança nacional do país. A administração Trump suavizou sua posição na semana passada concedendo à Huawei uma licença para comprar produtos norte-americanos até 19 de agosto.

O Gartner informou que a Samsung manteve o primeiro lugar nas vendas mundiais de smartphones, alcançando uma participação de mercado de 19,2% no primeiro trimestre. A Huawei obteve o maior crescimento ano após ano entre os cinco maiores do mundo – Samsung, Huawei, Apple e as fabricantes chinesas OPPO e Vivo.

A Huawei vendeu 58,4 milhões de unidades de smartphones no trimestre passado, com crescimento em todas as regiões, mostrou o relatório.

E AINDA: Samsung pode ganhar com situação da Huawei

As vendas globais totais de smartphones para usuários finais caíram 2,7% no trimestre, com 373 milhões de unidades vendidas.

A Huawei se saiu particularmente bem em dois de seus maiores mercados, Europa e Grande China, onde suas vendas de smartphones cresceram 69% e 33%, respectivamente. A Huawei detém 29,5% do mercado de smartphones da Grande China.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).