Kraft Heinz terá que refazer alguns relatórios financeiros

Divulgação
A Kraft Heinz havia divulgado em fevereiro que havia sido intimada pela SEC em relação a uma investigação sobre suas políticas contábeis

A Kraft Heinz vai refazer relatórios financeiros de um período de dois anos para corrigir os erros que resultaram em lapsos de práticas de aquisição por alguns de seus funcionários, disse hoje (6) a empresa de alimentos embalados.

LEIA MAIS: O desafio de Miguel Patrício à frente da Kraft Heinz

A companhia também informou que recebeu uma intimação adicional da Securities and Exchange Commission (SEC) dos Estados Unidos em 1º de março, relacionada ao ágio e às imparidades de ativos intangíveis e uma solicitação de documentos associados ao negócio de aquisições.

A Kraft Heinz havia divulgado em fevereiro que havia sido intimada pela SEC em relação a uma investigação sobre suas políticas contábeis, procedimentos e controles internos relacionados à sua aquisição. Após a primeira intimação, a empresa, juntamente com seu advogado externo e contadores forenses, iniciou uma investigação sobre as práticas de aquisição.

Devido a essas descobertas, a companhia disse que não seria capaz de divulgar seu relatório trimestral para o período até 30 de março.

A Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, maior acionista da Kraft Heinz com uma participação de 26,7%, disse no sábado (4) que seus resultados excluem o desempenho da Kraft Heinz porque a empresa não havia divulgado seus próprios números trimestrais.

As distorções em seus relatórios para os anos de 2016, 2017 e os primeiros nove meses de 2018 estão relacionadas, principalmente, ao momento e reconhecimento dos contratos com fornecedores na área de aquisições, disse a empresa.

VEJA TAMBÉM: Buffett diz que Berkshire pagou muito por Kraft Heinz

A investigação e a revisão exigiram ajustes de cerca de US$ 208 milhões relacionados aos custos dos produtos vendidos e os resultados da investigação também revelaram que não houve desvios de conduta de nenhum membro da equipe de gerenciamento sênior da Kraft Heinz.

A companhia também disse que analisou os contratos com fornecedores e descobriu que distorções adicionais podem ou não ter resultado de conduta imprópria ligada a suas práticas de aquisições.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).