Nestlé e Fonterra avaliam venda de JV no Brasil

Georgy Rozov/GettyImages
Nestlé e Fonterra criaram a DPA como uma joint venture em partes iguais em 2003 para fabricar e comercializar bebidas lácteas refrigeradas na América Latina

A Nestlé e a produtora de laticínios da Nova Zelândia, Fonterra, vão rever opções estratégicas para a joint venture Dairy Partners Americas (DPA) no Brasil, o que poderia incluir uma venda potencial.

VEJA TAMBÉM: Nestlé amplia oferta de produtos saudáveis no Brasil

A gigante de alimentos está atualmente simplificando seu portfólio e desinvestiu vários negócios de baixo desempenho, incluindo sua unidade de saúde da pele.

A revisão deve garantir o crescimento a longo prazo e o sucesso do negócio que registrou receita de R$ 1 bilhão em 2018, disseram as duas empresas em comunicado conjunto. A análise das opções deve ficar pronta no final de 2019.

Os dois parceiros criaram a DPA como uma joint venture em partes iguais em 2003 para fabricar e comercializar bebidas lácteas refrigeradas na América Latina. A JV foi realinhada em 2014 para se concentrar em laticínios refrigerados no Brasil, com a Fonterra assumindo uma participação de 51% e a Nestlé ficando com os 49% restantes.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).