Usiminas vai investir mais de R$ 1 bi em alto forno

Reuters
A companhia não deu detalhes sobre o financiamento dos investimentos

A Usiminas informou hoje (27) que seu conselho de administração aprovou investimento de R$ 1,234 bilhão até 2022 para reforma de alto forno de sua usina em Ipatinga (MG).

LEIA MAIS: Usiminas tem queda de 51,6% no lucro do 1º tri

O equipamento vai parar em meados de 2021 para os trabalhos de reforma informou a companhia, cujo conselho também aprovou investimento de R$ 143,9 milhões para construção de novo gasômetro para a usina mineira, em substituição a equipamento que explodiu em agosto do ano passado.

As ações da Usiminas exibiam valorização de cerca de 1% às 11h10, enquanto o Ibovespa avançava no mesmo percentual.

A companhia não deu detalhes sobre o financiamento dos investimentos ou se parte do valor previsto para a reforma já está incluída na projeção de investimento deste ano, de R$ 1 bilhão, divulgada em abril. A Usiminas terminou o primeiro trimestre com caixa de R$ 1,8 bilhão.

Segundo a empresa, do total a ser investido na reforma do alto forno 3 de Ipatinga, R$ 1,147 bilhão, será desembolsado em 2020 e 2021.

VEJA TAMBÉM: Usiminas reverte prejuízo e lucra R$ 401 mi no 4º tri

“Os referidos investimentos envolvem a aquisição e montagem de equipamentos, serviços e demais providências necessárias para tal reforma”, afirmou a Usiminas em comunicado ao mercado.

O alto forno 3 é o maior da usina de Ipatinga, com uma capacidade para 2,35 milhões de toneladas por ano. A unidade tem operado sem uma reforma geral há cerca de 20 anos, e a reforma deve dar mais cerca de duas décadas de utilização do equipamento.

Em abril deste ano, o presidente da Usiminas, Sergio Leite, afirmou que a reforma deve deixar o alto forno 3 parado por cerca de 100 dias em 2021. O desembolso deste ano no equipamento deve ser de R$ 60 milhões, afirmou Leite na ocasião.


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).