Vendas de veículos da Toyota e da Fiat nos EUA caem

Getty Images
Preço em alta, juros mais altos e incentivo reduzido afastaram compradores

A Toyota e a Fiat Chrysler anunciaram hoje (1º) que tiveram queda nas vendas de automóveis nos Estados Unidos em abril, uma vez que os preços em alta, juros mais altos e os incentivos reduzidos afastaram os compradores.

LEIA MAIS: Toyota e JAXA combinam esforços por veículo lunar

Embora as vendas de veículos novos devam cair este ano, as grandes montadoras dos EUA depositam esperanças em uma economia robusta e forte mercado de trabalho para aumentar a demanda.

A Toyota informou que suas vendas nos EUA caíram 4,4%, para 162.506 veículos em abril, prejudicadas pela fraca demanda por seus sedãs, incluindo o Corolla e o Prius. A Fiat Chrysler relatou queda de 6% nas vendas no país, refletindo menor demanda pelo Jeep SUV e pelos sedãs Dodge.

“A indústria pode estar sofrendo a lentidão do primeiro trimestre, mas os compradores estão entrando em showrooms e comprando”, disse o chefe de vendas da FCA nos EUA, Reid Bigland. Quarta maior montadora dos EUA, a Fiat vendeu 172.900 veículos em abril, ante 184.149 unidades no ano anterior.

O preço médio de um carro novo nos EUA deve subir para US$ 36.718 em abril, o pico em 2019, enquanto as taxas de juros subiram acima de 6% pelo quarto mês consecutivo.

A demanda fraca também está elevando os estoques das montadoras, o que pode levar as empresas a obter descontos ao consumidor, além de incentivos.

VEJA TAMBÉM: Produção de veículos no Brasil sobe quase 30%

A General Motors, líder no mercado dos EUA, disse ontem (30) que está “otimista” com as vendas de picapes para este ano. A companhia disse que já tinha estoques de picapes Chevrolet Silverado por quatro meses desde abril, o que é visto como um nível elevado em vista da fraca demanda.

O vice-presidente financeiro da GM, Dhivya Suryadevara, disse, no entanto, que o estoque da empresa cairá ao longo do ano sem oferecer descontos pesados ao consumidor. Na semana passada, a Ford disse que estava confiante de que seus resultados de 2019 serão melhores ante 2018.

As vendas de automóveis dos EUA devem somar cerca de 16,9 milhões de unidades neste ano, queda de 2,2% em relação a 2018, de acordo com as consultorias JD Power e LMC Automotive.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).