Ações da Petrobras detidas pela Caixa podem movimentar R$ 7,2 bi

Reuters
O valor da oferta é calculado com base no preço de fechamento das ações da Petrobras em 7 de junho, segundo o prospecto

A Petrobras publicou hoje (10) prospecto preliminar da oferta secundária de ações da empresa detidas pela Caixa Econômica Federal, que deve movimentar cerca de R$ 7,2 bilhões, com a venda de 241,34 milhões de papéis.

LEIA MAIS: STF libera venda da TAG pela Petrobras à Engie

Segundo o prospecto, até 30% da oferta pública de ações ordinárias da Petrobras detidas pela Caixa serão vendidas a investidores de varejo. O período para os investidores interessados em participar da oferta registrarem seus pedidos de reserva vai de 17 a 24 de junho. O início das negociações das ações vendidas na oferta no pregão da bolsa está previsto para o dia 27 deste mês.

O valor da oferta é calculado com base no preço de fechamento das ações da Petrobras em 7 de junho, segundo o prospecto.

Em entrevista à Reuters, no mês passado, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, havia afirmado que pretendia usar os recursos de um plano de desinvestimentos sobretudo para devolver aportes recebidos do governo via instrumento híbrido de capital e dívida (IHCD) e para investimento no próprio crescimento do banco.

A oferta é coordenada por UBS (coordenador líder), Morgan Stanley, Bank of America Merrill Lynch e XP Investimentos. O preço por ação será fixado em 25 de junho, com anúncio de início no dia seguinte. A data de liquidação prevista é 28 de junho.

Parte do montante destinado à oferta de varejo será reservada para funcionários da Caixa e da Petrobras, que terão preferência para comprar todo o lote solicitado, caso a demanda total supere o volume ofertado. “Não haverá rateio para empregados”, diz trecho do documento.

VEJA TAMBÉM: Petrobras coloca à venda concessões terrestres na BA

O prospecto preliminar afirma ainda que o valor mínimo de investimento para investidores de varejo é de R$ 3 mil por pessoa, enquanto o máximo é de R$ 1 milhão.

Às ações ordinárias da Petrobras exibiam queda de 1,8% às 13h54, cotadas a R$ 29,31, enquanto o Ibovespa mostrava baixa de 0,7%. As ações preferenciais da petrolífera tinham recuo de 0,5%.


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).