Bitcoin testa máxima em 15 meses

Getty Images
Bitcoin atingiu US$ 11.247,62 na Bolsa de Valores de Bitstamp no final do domingo

A moeda digital bitcoin testou máxima em 15 meses hoje (24), após saltar mais de 10% no fim de semana, com analistas atribuindo a valorização ao otimismo sobre a adoção de criptomoedas depois que o Facebook revelado sua moeda digital libra.

LEIA MAIS: A preparação para a próxima bolha do bitcoin

A criptomoeda mais transacionada do mundo atingiu US$ 11.247,62 na Bolsa de Valores de Bitstamp no final do domingo (23), a maior cotação desde março do ano passado. Mais tarde, contudo, perdeu força e subia apenas 0,7%, para US$ 10.917.

O Facebook disse na semana passada que planejava lançar uma nova criptomoeda chamada libra, embora o anúncio imediatamente levou a perguntas de reguladores e políticos em todo o mundo.

Mati Greenspan, analista da eToro, disse que os ganhos do bitcoin ressaltaram o crescente otimismo entre os investidores de varejo de que os planos do Facebook eram parte de uma tendência mais ampla de grandes empresas adotarem moedas digitais.

“Os operadores estão especulando sobre o envolvimento futuro de grandes participantes como o Facebook”, disse ele.

“Eles acreditam que a libra criará consciência em massa de criptomoedas e atuará como um portal para adoção.”

Outros operadores citaram fatores geopolíticos, desde as tensões na região do Golfo até a guerra comercial entre os EUA e a China, que alimentaram o interesse pelo bitcoin, que mais do que dobrou de preço desde março.

VEJA TAMBÉM: Preços futuros do bitcoin saltam

Alguns investidores buscaram bitcoin e outras criptomoedas como uma proteção contra possíveis quedas nas moedas domésticas, disseram traders.

O bitcoin, que responde por mais da metade do mercado de criptomoedas, mais do que triplicou de preço desde que atingiu o menor nível em janeiro deste ano.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).