Ibovespa sobe e fecha 3ª semana no azul

Reuters
Exterior e avanço em agenda econômica contribuíram para o desempenho

O Ibovespa fechou em alta hoje (7), assegurando a terceira semana consecutiva no azul, em meio ao viés de política monetária externa favorável a ativos de risco e novos avanços na pauta de reformas do país.

LEIA MAIS: Ibovespa retoma fôlego e fecha em alta

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 0,63%, a 97.821,26 pontos. O volume financeiro na sessão somou R$ 11,8 bilhões.

Na semana, o Ibovespa acumulou alta de 0,82%.

“Foi um dia bom para ativos de risco no mundo”, afirmou o gestor de portfólio Guilherme Foureaux, sócio na Paineiras Investimentos, citando que o movimento foi liderado pelas bolsas norte-americanas após dados de emprego dos Estados Unidos.

De acordo com o gestor, os números beneficiaram moedas e bolsas de países emergentes, dado que corroboraram expectativas de juros menores em economias desenvolvidas.

No mês passado, foram criadas 75 mil vagas de emprego fora do setor agrícola dos EUA e os dados de março e abril foram revisados para mostrar geração de 75 mil vagas a menos que reportado anteriormente. Economistas consultados pela Reuters projetavam criação de 185 mil postos de trabalho no mês passado.

VEJA TAMBÉM: Ibovespa cai 1,42% após recuperação no fim de maio

Da cena local, repercutiu positivamente decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), na noite de ontem (6), de que a venda do controle de subsidiárias de estatais não precisa de aval do Congresso Nacional.

Analistas avaliaram que a decisão é positiva para o plano de privatizações do governo federal, o que agrada agentes financeiros, que veem na venda de ativos mais um componente para melhora da situação fiscal no país.

Também repercutiu positivamente a aprovação na semana pelo Senado de medida provisória que trata do combate a fraudes no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) na segunda-feira (3) e do marco regulatório do saneamento básico ontem.

Tais episódio referendaram a melhora recente do sentimento no mercado com a agenda econômica no país.

“A probabilidade de aprovação de uma reforma da Previdência robusta tem aumentado, o que tranquiliza os mercados”, destacou a equipe da Verde Asset Management, em relatório a clientes sobre o desempenho do fundo Verde FIC FIM. “Ainda vemos excesso de pessimismo com crescimento econômico, e isso nos mantém confortáveis com posições de ações, apesar da alta recente”, destacou, afirmando que o fundo aproveitou a volatilidade da primeira metade do mês para voltar a aumentar sua posição em ações brasileiras.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).