Dólar cai ante o real

Ricardo Moraes/Reuters
Às 10:19, a moeda norte-americana recuava 0,35%, a R$ 3,8067 na venda

O dólar caía ante o real hoje (8), na volta do fim de semana e véspera de feriado em São Paulo, na expectativa pela votação da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados.

LEIA MAIS: Dólar registra maior alta em mais de uma semana ante real

Às 10:19, a moeda norte-americana recuava 0,35%, a R$ 3,8067 na venda. Na sexta-feira (5), a moeda encerrou com alta de 0,54%, a R$ 3,8200 na venda, a maior alta em uma semana. Neste pregão, o dólar futuro tinha queda de cerca de 0,4%.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) disse que o processo de votação do texto da reforma da Previdência deve começar na terça-feira (9).

Nas contas do governo, há cerca de 330 votos favoráveis à proposta na votação no plenário da Câmara, disse o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, no fim de semana.

Por se tratar de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), a reforma da Previdência precisa angariar o voto favorável de ao menos 308 deputados, o equivalente a três quintos do plenário da Câmara, em dois turnos de votação.

A expectativa de que o texto será votado nesta semana mantém investidores em alerta nesta segunda-feira, dia de pregão mais esvaziado em razão de feriado em São Paulo na terça-feira.

Agentes financeiros estão focados em entender se será possível realizar os dois turnos da votação antes do recesso parlamentar, que começa em 18 de julho.

VEJA TAMBÉM: Dólar sobe ante real após dados de vagas nos EUA

Do exterior, o mercado observa a redução das apostas de um corte de 0,50 ponto percentual nos juros dos Estados Unidos pelo Federal Reserve em sua próxima reunião, após dados fortes de emprego divulgados na sexta-feira.

Entretanto, não está descartada a possibilidade de que o Fed corte os juros em 0,25 ponto percentual. Neste sentido, o mercado aguarda falas do chairman do BC norte-americano, Jerome Powell, na terça, quarta e quinta-feiras, e a divulgação da ata da última reunião do Fomc na quarta-feira (10).

“Investidores globais se dividem sobre quando e em qual magnitude se dará (se ocorrer) o corte de juros pelo Fed, uma aposta recentemente diluída pelos dados de emprego de junho, mas que segue viva,” afirmou a corretora H. Commcor, em nota.

Segundo participantes do mercado, a tendência para este pregão é que o dólar se mantenha em queda frente ao real, mas não descartam volatilidade mais adiante na semana, mais notadamente em relação à votação da reforma previdenciária.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook

Twitter

Instagram

YouTube

Baixe o app de Forbes Brasil na Play Store e na App Store

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).