Ibovespa fecha semana no vermelho com pressão de bancos

Getty Images
O volume financeiro da sessão somou R$ 12,7 bilhões

O principal índice acionário brasileiro fechou hoje (19) no vermelho, anulando ganhos da véspera, puxado pelas ações de bancos e refletindo a fraqueza de Wall Street.

LEIA MAIS: Ibovespa avança refletindo expectativa de corte de juros nos EUA

O Ibovespa caiu 1,21%, a 103.451,93 pontos, no menor nível em 14 sessões. O volume financeiro da sessão somou R$ 12,7 bilhões. Na semana, o Ibovespa cedeu 0,44%.

Após o otimismo da véspera com a expectativa de corte de juros nos Estados Unidos e no Brasil, investidores modularam as apostas nesta sessão.

A ausência de corte de juros pelo Banco Central neste mês causaria uma “decepção” no mercado, que discute a magnitude do afrouxamento monetário, disse Fernando Gonçalves, superintendente de pesquisa econômica do Itaú Unibanco.

A XP Investimentos afirmou esperar uma temporada fraca de resultados das empresas brasileiras, que começa semana que vem, diante da fraca atividade econômica do país.

Em Wall Street, os índices fecharam em queda após o “Wall Street Journal” informar que o Federal Reserve deve cortar as taxas de juros em 25 pontos-base no fim deste mês, apenas um dia depois de comentários de uma autoridade do banco central fortalecerem expectativas de uma redução mais expressiva.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook

Twitter

Instagram

YouTube

Baixe o app de Forbes Brasil na Play Store e na App Store

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).