Lucro do Morgan Stanley recua no 2º trimestre

O banco disse que o lucro atribuível ao Morgan Stanley caiu para US$ 2,20 bilhões

O Morgan Stanley divulgou uma queda no lucro trimestral, mas superou as expectativas dos analistas, com pequeno ganho em seus negócios de gestão de grandes fortunas e despesas menores.

LEIA MAIS: Morgan Stanley tem lucro acima do esperado no 1º tri

Os resultados limitaram os lucros dos grandes bancos dos Estados Unidos e ressaltaram a fraqueza nos negócios focados em Wall Street, em um trimestre marcado por uma menor atividade de mercado devido às tensões comerciais e ao aumento das apostas de um corte nas taxas de juros.

Os empréstimos ao consumidor, no entanto, se saíram bem no trimestre, uma vez que a saudável economia dos EUA estimulou o consumo e o crescimento dos empréstimos.

A receita do negócio de gestão de grandes fortunas do Morgan Stanley subiu 1,9%, para US$ 4,40 bilhões em relação ao mesmo período do ano passado, e representou 43% da receita total. O presidente-executivo, James Gorman, vem se concentrando na unidade para ajudar o banco a superar oscilações em negócios relacionados ao mercado.

A receita total de corretagem e negociações (sales and trading) caiu 12%, com queda em títulos e ações. Em contrapartida, o principal rival do Morgan Stanley, o Goldman Sachs divulgou na terça-feira (17) uma queda na receita da negociação com títulos, mas uma alta na negociação de ações.

A receita do banco de investimentos, que inclui assessoria em negociações e auxílio às corporações para levantar dinheiro, caiu 13% e empurrou a receita total para US$ 10,2 bilhões.

O banco disse que o lucro atribuível ao Morgan Stanley caiu para US$ 2,20 bilhões, ou US$ 1,23 por ação, no segundo trimestre encerrado em 30 de junho, de US$ 2,44 bilhões, ou US$ 1,30 por ação, um ano atrás.

VEJA TAMBÉM: Goldman e Morgan Stanley ganham força no Brasil

As despesas operacionais caíram 2%, para US$ 7,34 bilhões, ajudadas por menores custos de compensação.

Analistas esperavam um lucro de US$ 1,14 por ação, segundo dados do IBES da Refinitiv, com receita de US$ 9,99 bilhões.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook

Twitter

Instagram

YouTube

Baixe o app de Forbes Brasil na Play Store e na App Store

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).