Microsoft tem resultado trimestral acima do esperado

O crescimento dos negócios de computação em nuvem fez o valor da Microsoft superar US$ 1 trilhão pela primeira vez em abril

A Microsoft divulgou hoje (18) receita trimestral acima do esperado por analistas, apesar de desaceleração do produto de computação em nuvem Azure e do conjunto de softwares Office.

LEIA MAIS: Microsoft e AT&T fazem parceria de mais de US$ 2 bi

Desde que o presidente-executivo da Microsoft, Satya Nadella, assumiu o comando em 2014, a companhia tem mudado seu foco do Windows para serviços de computação em nuvem. O valor de mercado da Microsoft quase quadruplicou desde então, e a empresa tem conseguido evitar a atenção de reguladores atraída por outras gigantes de tecnologia como Alphabet, Apple e Facebook.

No quarto trimestre fiscal, o crescimento de receita do serviço Azure foi de 64%, ante 89% um ano antes e 73% nos três meses imediatamente anteriores. A Microsoft não informa números absolutos de receita do Azure, incorporando seus resultados na unidade “nuvem inteligente”, que teve receita de US$ 11,4 bilhões no período ante expectativa média de analistas de US$ 11 bilhões, segundo dados da Refinitiv.

O crescimento dos negócios de computação em nuvem fez o valor de mercado da Microsoft superar US$ 1 trilhão pela primeira vez em abril. Nesta quinta, a empresa divulgou pela primeira vez que a receita trimestral da unidade de negócios do Azure foi maior que a do segmento que reúne o Windows.

A receita da unidade de software de produtividade da Microsoft saltou 14,3% no trimestre, para US$ 11 bilhões, impulsionada por expansão de dois dígitos no faturamento do LinkedIn e do Office 365. Analistas, em média, esperavam receita da área em US$ 10,7 bilhões.

VEJA TAMBÉM: Microsoft vai lançar novo Xbox no fim de 2020

Enquanto isso, a divisão de computação pessoal, que reúne o Windows, subiu para US$ 11,3 bilhões ante expectativa do mercado de US$ 10,98 bilhões. A unidade também inclui o console de videogames Xbox, o serviço de busca Bing e computadores Surface.

O lucro líquido da Microsoft somou US$ 13,19 bilhões no trimestre encerrado em 30 de junho, ou US$ 1,71 por ação. Um ano antes, o lucro tinha sido de US$ 8,87 bilhões, ou US$ 1,14 dólar por papel.

Em termos ajustados, a Microsoft teve lucro de US$ 1,37 por ação, acima da estimativa média do mercado de US$ 1,21. A receita total cresceu 12%, para US$ 33,72 bilhões, acima das expectativas de analistas, de US$ 32,77 bilhões.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook

Twitter

Instagram

YouTube

Baixe o app de Forbes Brasil na Play Store e na App Store

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).