Apple e Goldman Sachs começam a emitir cartão de crédito virtual

Getty Images
Novo recurso do iPhone oferece 2% de “cashback” com compras com Apple Pay

A Apple lançou seu cartão de crédito virtual hoje (6), trabalhando com o banco Goldman Sachs no novo recurso do iPhone, que pode ajudar a Apple a diversificar suas vendas de dispositivos e a construir o novo negócio de consumo do banco de Wall Street.

LEIA MAIS: Apple suspende programa de análise de gravações da Siri

A Apple anunciou a novidade em março, com o objetivo de atrair donos de iPhones oferecendo um cartão que oferece 2% do dinheiro de volta em compras feitas com o Apple Pay, sem taxas, um aplicativo para gerenciar finanças e com um foco em privacidade de dados.

Para o Goldman, o banco emissor, o cartão se baseia em uma incursão em sua marca de banco de consumo Marcus, lançada em 2015.

A Apple informou que um número limitado de consumidores que manifestaram interesse no cartão começará a receber convites para inscrição ainda nesta terça-feira.

O cartão foi projetado para funcionar com o iPhone, no qual os usuários se inscrevem e podem começar a usá-lo imediatamente, se aprovados pelo aplicativo Apple Wallet e pelo sistema Apple Pay.

A Apple oferece a opção de um cartão físico feito de titânio, mas que não possui um número visível. Em vez disso, o número do cartão é armazenado em um chip seguro dentro do iPhone, o que gera números virtuais para compras online ou por telefone que exigem um número.

VEJA TAMBÉM: Apple tem resultado trimestral acima do esperado

A Apple focou na privacidade, dizendo que as informações de compra são armazenadas no iPhone do usuário e que ela não pode ver as informações. O Goldman não poderá usar dados para fins de marketing, nem mesmo para vender outros produtos do banco.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).