Fazenda Futuro começa exportações de carne vegetal

Reuters
Uruguai e Paraguai compram já neste mês e Chile, a partir de setembro

A Fazenda Futuro, companhia brasileira iniciante que produz carne vegetal, anunciou que vai começar a exportar hambúrgueres à base de plantas para Uruguai e Paraguai até o final deste mês e iniciar venda do produto para o Chile em setembro, após receber uma primeira rodada de investimento em julho. “Estamos trabalhando para que a Fazenda Futuro esteja presente no máximo de lugares”, disse em comunicado à imprensa Marcos Leta, fundador da companhia lançada em abril.

LEIA MAIS: Fazenda Futuro recebe 1º aporte de investidores

A Fazenda Futuro recebeu em julho aporte de US$ 8,5 milhões em rodada liderada pela empresa brasileira de capital de risco Monashees. Além da Monashees, o aporte envolveu a Go4it Capital. O negócio avaliou a empresa como valendo US$ 100 milhões.

A carne vegetal usa um preparado de proteínas de vegetais como soja e ervilha e outros artifícios como beterraba para imitar características como textura, cor, suculência e sabor da carne animal. Os maiores expoentes no mundo atualmente desse mercado são as norte-americanas Beyond Meat e Impossible Foods, que já receberam milhões de dólares em investimentos.

A Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) estima em 30 milhões o número de pessoas no Brasil que se declara vegetariano, citando para isso uma pesquisa realizada no ano passado pelo Ibope a pedido da entidade. Desse número, 7 milhões são veganos, que evitam consumir qualquer tipo de produto de origem animal.


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).