Qualcomm produzirá chips 5G para telefones de preço mediano

Juanma Domínguez/Getty Images
A Qualcomm já está fornecendo a fabricantes de telefones como a Samsung Electronics chips para redes 5G

A Qualcomm disse hoje (6) que vai colocar tecnologia 5G em chips de smartphones de preços medianos a partir do próximo ano, expandindo o uso de chips agora encontrados quase exclusivamente em telefones caros, tais como o Galaxy S10 5G de US$ 1.299 da Samsung.

LEIA MAIS: Qualcomm fecha acordo de licenciamento com LG

A Qualcomm já está fornecendo a fabricantes de telefones como a Samsung Electronics chips para redes 5G, que devem ser mais rápidas que as atuais redes 4G e LTE. Mas esses chips são tipicamente da linha mais cara da empresa, de sua série Snapdragon 8.

A Qualcomm disse em comentários preparados para a feira de tecnologia IFA em Berlim que planeja adicionar recursos 5G aos seus dispositivos Snapdragon das séries 6 e 7, o que poderia disponibilizar telefones 5G a preços mais baixos do que os modelos atuais.

Analistas acreditam que as novas redes 5G estimularão muitos consumidores a atualizar seus telefones após anos de estagnação do mercado. A Qualcomm, maior fornecedora mundial de chips para celular, chegou cedo ao mercado com chips de modem 5G para conectar telefones a redes, mas enfrenta intensa concorrência.

A Huawei, planeja um novo smartphone de última geração, o Mate 30, que contará com recursos 5G, mas utilizará um chip Kirin 990 desenvolvido pela Huawei na subsidiária HiSilicon. As perspectivas desse telefone serão definidas por se ele poderá usar o sistema operacional da Alphabet, após a suspensão da Huawei pela administração do presidente dos EUA, Donald Trump.

A Qualcomm espera que a ampla compatibilidade com as redes de operadoras de telecomunicações ajude seus chips a competir.

O chip da Qualcomm lida com as duas variantes de redes 5G, as chamadas bandas de ondas sub-6 e milimétricas. Isso significa que os telefones que usam seu chip funcionarão nas redes 5G de qualquer operadora, especialmente nos Estados Unidos.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).