Resort é salvo por vizinhos e ganha reforma de US$ 146 mi

Quando você, finalmente, chega ao Ocean House, em Watch Hill, depara-se com uma recepção ensolarada. O amarelo-prímula da propriedade com pórticos – aberta pela primeira vez em 1898 – oferece uma visão alegre. Com a costa atlântica como pano de fundo e gramados inacreditavelmente verdes por toda parte, a viagem parece levar o visitante direto à era vitoriana.

VEJA TAMBÉM: 9 novos resorts de praia para visitar

Isso, claro, não é por acaso. O Ocean House é um refúgio de verão requintado e tem um lugar célebre na história dos hotéis nos EUA, mas, desde 2005, havia caído em desuso. Para evitar a demolição do prédio, os moradores locais Charles e Deborah Royce interferiram para devolver sua antiga glória. Devido aos seus padrões rigorosos, o espaço agora é uma réplica (quase) idêntica do antigo grande retiro.

Ao custo de US$ 146 milhões, o prédio foi reconstruído a partir do zero e muitos dos recursos originais foram recriados nos mínimos detalhes: das 247 janelas que foram colocadas exatamente no mesmo lugar da fachada revestida com tábuas à lareira de pedra, reconstruída duas vezes para obter a sua posição exata, à direita do balcão original da recepção. A sensação é de elegância atemporal.

Desde a reabertura em 2010, o Ocean House, agora parte da OHM Collection – rede de espaços que proporcionam experiências de alto padrão, com quatro propriedades em New England -, recuperou sua posição privilegiada de férias sofisticadas. A própria Watch Hill é uma cidade pitoresca, repleta de lojas antigas, que vendem doces e parafernálias à beira-mar e, em frente ao seu calçadão principal, praias amplas, enfeitadas com ervas marinhas e cercas desgastadas. Esta parte de Rhode Island, com vista para Little Narragansett Bay, é conhecida como uma alternativa mais sutil ao óbvio Hamptons – se você não possui sua própria mansão, o único lugar para ver e ser visto é Ocean House.

E AINDA: Os destinos que prometem bombar nos próximos meses

Além das semelhanças estruturais da antiga construção, há também muitas outras referências dos dias de glória do hotel – incluindo 5.000 artefatos e móveis antigos recuperados. Há também inúmeros acréscimos que fazem o hotel transitar entre a era vitoriana a uma com um toque mais atraente e alto-astral.

Escondido atrás da fachada atemporal está o novo spa de alto padrão. Na verdade, o OH! Spa é o único FORBES Five-Star em Rhode Island (e um dos 47 spas do mundo a receber a classificação). É um espaço amplo, em 3,5 quilômetros quadrados, que combina uma estética art déco dos anos 1920 com uma sensibilidade moderna. Telhas verde-mar, piscina de água salgada com vista para o oceano e fontes de pedra dão ares de um transatlântico elegante. Seus tratamentos sazonais alternativos – inspirados pelo mar ou pela colheita – são ideais para atender aos hóspedes abastados mais modernos.

Novidades gastronômicas também miram o público mais descolado. Enquanto o Raw Bar, espaço de veraneio, o icônico Sunday Brunch – com suas sessões de jazz – e o Bistro, com seus pratos clássicos de New England, há muito tempo atraem seguidores leais, o Secret Garden Champagne Bar chega para atrair novos turistas. Assim que a temporada de verão começa, este bar ao ar livre abre suas portas e oferece cuvées Veuve Clicquot e petiscos da moda. Escondido atrás de cercas-vivas, com trilha sonora do DJ da casa, o local é o começo perfeito para uma noite amena na costa. Para somar uma abordagem ainda mais descontraída às férias existem os donuts, o gelato e os milkshakes da Below Deck. Para pincelar a programação familiar dos finais de semana experimente a lagosta e os churrascos na praia.

LEIA MAIS: Viagens com a família inteira são tendência de turismo em 2018

O Coast by Jennifer Backman, por sua vez, é a oferta mais sofisticada e elegante do hotel. Suas opções de refeições sazonais que mudam todas as noites e são pensadas com base nos produtos de fazendas locais e do mar, são tão inventivas quanto parecem. Escolha entre o saboroso menu degustação a preço fixo ou o cardápio vegetariano e prepara-se para ser surpreendido.

Em sua fase anterior, o Ocean House oferecia 159 acomodações que agora foram transformadas em 49 quartos e 18 suítes exclusivas. A decoração é clássica, mas ensolarada – com cores vivas e alegres, tecidos modernos e detalhes aconchegantes. Os banheiros são gloriosos, com acabamento em mármore, piso de azulejos de favos de mel e persianas que podem ser abertas para aproveitar ao máximo a vista para o mar enquanto o hóspede relaxa em um banho de banheira. A sensação de requinte é ampliada com outros maravilhosos toques de luxo: há um bar-cortesia no quarto com lanches gourmet, lençóis 400 fios (incluindo travesseiro com monograma com as iniciais do sobrenome do hóspede), um iPad para solicitar serviço de quarto e reservas de atividades – além, é claro, de tecnologia de ponta.

Esse senso de cortesia do serviço é ecoado por toda parte: fora dos restaurantes, o Ocean House é uma propriedade gratuita, por isso não há estresse sobre gorjetas. O hotel também oferece quatro carros Mercedes-Benz para uso gratuito dos hóspedes e há atividades de resort diárias sem cobrança de valor adicional – de ioga a aulas de degustação de vinhos.

SAIBA MAIS: Como fugir da alta do dólar em viagens para o exterior

Outro destaque é a extensa coleção de arte, a maior parte da propriedade privada dos Royces. Há uma enorme variedade de trabalhos do artista austríaco Ludwig Bemelmans, famoso pelos livros infantis “Madeleine”, bem como por esboços de capas não publicadas do “New Yorker”. Na verdade, as exposições dignas de museu se tornaram uma atração tão importante para os hóspedes que o hotel começou a oferecer séries de palestras, visitas guiadas, aulas de arte e espaços para artistas residentes.

Ao replicar a idade de ouro da hospitalidade de New England para um hóspede moderno, estes diferenciais realmente elevam a experiência. E todos os detalhes da programação de férias são cuidadosamente pensadas – da sala de projeção com filmes para a família às bicicletas disponíveis para passeios costeiros, passando pelo croquet no gramado e pela praia privada com cabanas.

Para algo ainda mais especial, uma das suítes exclusivas eleva a experiência em New England de marcante à memorável: a maior delas, a Penthouse Suite, com três quartos, um espaço-apartamento que fica no topo do hotel e custa US$ 10.000 por noite.

Como em um anúncio da Ralph Lauren, a decoração é requintada, com porcelanas azul e branca nos quartos, charmosas lareiras e obras de arte em abundância. Há um piano e uma sala multimídia, enquanto o extenso deque ao ar livre abriga uma segunda cozinha, jacuzzi e vistas deslumbrantes para o Atlântico. O lugar é, ao mesmo tempo, uma fantasia do que aconteceu antes e do que ainda está por vir. E esse é o charme do lugar.

Ocean House: diários a partir de US$ 400, oceanhouseri.com

  • A ala leste da construção apresenta traços de atemporalidade.

  • O hotel foi aberto pela primeira vez em 1898 e a reformulação do estabelecimento manteve os características originais da antiga construção.

  • A atual decoração do hotel é uma réplica quase exata do antigo refúgio de Rhode Island.

  • O prédio foi reconstruído do zero e teve o custo total de US$ 146 milhões.

  • As 247 janelas do hotel foram realocadas exatamente na mesma posição em que se encontravam na antiga construção.

  • Fora dos restaurantes, o Ocean House é um propriedade gratuita – o hóspede não precisa se preocupar com gorjetas para cada serviço prestado.

  • As refeições oferecidas pelo Coast by Jennifer Backman são as mais requintadas e variam todas as noites. O menu é montado com base na oferta dos produtos produzidos localmente.

  • Em sua primeira fase o hotel oferecia 159 acomodações. Reformulado, o hotel agora conta com 49 quartos e 18 suítes exclusivas.

  • O hotel oferece uma programação de palestras – que incluem apreciação de vinhos -, visitas guiadas, aulas de arte e espaços para artistas residentes.

  • Todos os detalhes para uma programação de férias são pensados. Das bicicletas disponíveis para passeios costeiros, ao croquet no gramado e à praia privada com cabanas.

  • A Penthouse Suite fica no topo da construção, possui três quartos e custa US$ 10 mil dólares por noite.

  • Além dos 5.000 artefatos e móveis antigos recuperados da construção original, há acréscimos decorativos que fazem o hotel transitar entre a era vitoriana e a modernidade.

A ala leste da construção apresenta traços de atemporalidade.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).