Porsche realiza primeira colheita de mel do ano em Leipzig

Divulgação
As colônias de abelhas vivem na área fora da estrada onde está localizada a Porsche Leipzig

A Porsche Leipzig realizou sua primeira colheita de mel da estação, com aproximadamente 1,4 tonelada produzida a partir de acácia, tília, amora e outros tipos de flor.

LEIA MAIS: Porsche estreia mostra para celebrar 70 anos da marca

Em abril deste ano, a Porsche dobrou o número de colônias de abelhas de 25 para 50, o que significa que três milhões de animais vivem agora na cidade independente da Saxônia, na Alemanha. O mel da flor da primavera, chamado Turbienchen, está, mais uma vez, disponível para venda na loja da montadora.

Na Alemanha, as populações de abelhas estão em risco há décadas. Devido à sua importância para a biodiversidade, elas são protegidas pela lei alemã de conservação da natureza (BNatSchG) e pela lei alemã de proteção de espécies (BArtSchV). Há uma falta de habitats adequados para essas criaturas. “A paisagem natural da Porsche Leipzig oferece as condições ideais para as abelhas. Há uma gama diversificada de flores disponíveis durante todo o ano – de salgueiro e frutos silvestres a espinheiro-alvar”, afirma Gerd Rupp, Presidente do Conselho Executivo da Porsche Leipzig Gmbh.

As colônias de abelhas vivem na área fora da estrada onde está localizada a Porsche Leipzig. Os insetos também fazem parte do “Porsche Safari”. De 9 de julho a 3 de agosto, crianças de 9 a 13 anos podem participar de um tour de descoberta na área off-road da montadora de carros esportivos. Elas exploram uma riqueza de informações sobre os moradores ao longo da trilha de quatro quilômetros. Juntamente com as abelhas, a área natural de 132 hectares também abriga muitos outros animais selvagens, incluindo várias espécies de pássaros, anfíbios, lebres, veados, texugos e morcegos.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).