Viaje de jato pela Austrália como um bilionário

Reprodução/FORBES
Os hóspedes viajarão a bordo do jato Falcon 900, equipado com 14 assentos em três cabines

Que tal fazer uma viagem a bordo de um Falcon 900 privado por 21 dias pela Austrália em setembro? Essa é a proposta da Touring Treasures, agência de turismo boutique especializada em viagens de luxo.

LEIA MAIS: 17 melhores destinos de viagem em 2018

Para organizar o roteiro, a empresa fez uma parceria com a Adagold Luxe, especializada no fretamento privado com sede na Austrália. O itinerário inclui aventuras exclusivas de vida selvagem, excursões a museus particulares, acomodações em hotéis de luxo, resorts e pousadas e jantares gourmet.

Os hóspedes viajarão a bordo do jato Falcon 900, equipado com 14 assentos em três cabines. A parte de trás da aeronave contém dois divãs que podem ser convertidos em camas. O jato é equipado com um sistema de telefonia via satélite e outro de de entretenimento de última geração.

O roteiro inclui paradas em Sydney, Canberra, Hobart (Tasmânia), Port Arthur, Ilha Bruny, Ilha Kangaroo, Adelaide, região vinícola de Barossa, Coober Pedy, Uluru, Kununurra, Parque Nacional Uluru-Kata Tjuta, Parque Nacional El Questro e Ilha Hamilton.

Entre as experiências estão algumas únicas, como um coquetel ao pôr-do-sol no Porto de Sydney a bordo de um iate privado de 37 metros, passeios de helicóptero pelas Blue Mountains e pelo Parque Nacional de Purnululu, aventuras em hidroaviões e iates e cruzeiros na natureza. Também estão incluídos passeios em cavernas no deserto, visitas a parques nacionais, uma fazenda de ostras e um campo de opalas, um safári de pérolas e experiências próximas com coalas e demônios da Tasmânia. Os hóspedes terão direito a roteiros privados comandados pelas principais instituições culturais e vinícolas do país, enquanto as atividades opcionais vão de passeios a cavalo e caminhadas a percursos em veículos com tração nas quatro rodas.

O grupo fará suas refeições em alguns dos restaurantes mais conhecidos da Austrália, incluindo o Quay, em Sydney, e se hospedará em acomodações luxuosas nos hotéis e resorts mais exclusivos do país, incluindo o Park Hyatt Sydney e o Four Seasons Sydney, em Sydney, o Saffire Freycenitin, na Tasmânia, o Southern Ocean Lodge, na Ilha Kangaroo, o The Louise Barossa Valley, na região vinícola de Barossa, o Longitude 131°, no deserto do Parque Nacional Uluru-Kata Tjuta, o El Questro Homestead, no Parque Nacional El Questro, e o Qualia Island Resort, na Ilha Hamilton.

A viagem de 21 dias começará em 3 de setembro e terminará em 23 de setembro de 2018. O preço por viajante é de AUD 120 mil (cerca de R$ 340 mil) com base em um quarto duplo e é limitado a um total de oito pessoas. A agência, porém, tem capacidade para adaptar praticamente qualquer cenário e trabalha individualmente com os hóspedes para determinar os custos apropriados.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).