17 dicas de moda e estilo para curtir as praias da Itália

iStock
Assim como na maioria dos lugares, os italianos mantêm a imagem, la bella figura, em mente quando estão na praia

Símbolo do jet-set nas décadas de 50 e 60, quando as principais celebridades do mundo aproveitavam as margens douradas de Portofino e Positano, exibidas por renomados cineastas como Fellini, Visconti e Wertmuller, o litoral da Itália é uma atração infinitamente sedutora, não apenas pela paisagem magnífica, mas também pelo glamouroso estilo italiano levado para a praia.

LEIA MAIS: Conheça os destinos de férias preferidos dos bilionários

Cassandra Santoro, CEO da Travel Italian Style, uma empresa de viagens com sede em Nova York, especializada em itinerários personalizados para a Itália, dá algumas dicas para aproveitar a praia como um verdadeiro italiano, já que passa pelo menos 6 meses por ano no país.

Como em qualquer praia, siga as precauções recomendadas pelos dermatologistas em relação à exposição ao sol e leve muito protetor solar e bonés e chapéus.

Veja, na galeria de fotos abaixo, 17 maneiras de curtir as praias da Itália:

  • 1. Os clubes de praia dominam a cena à beira-mar na Itália, e é fácil encontrar um que se adapte ao seu estilo

    Alguns clubes (chamados de bagni ou stabilimenti) podem ser bastante pretensiosos, mas a maioria é informal, familiar e permite que você compre passes diários, semanais ou sazonais (as taxas variam muito). Geralmente, esses bagni têm restaurantes ou lanchonetes. “Alguns dos meus amigos escolhem seu clube de praia com base no cardápio do almoço”, conta Cassandra. No clube, você pode alugar um lettino ou sdraio (poltrona), um ombrellone (guarda-sol) e uma toalha, e ter acesso a chuveiros e vestiários.

  • 2. Embora os italianos não gostem de filas, seus bagni são organizados com uma incrível precisão linear

    É como se Carson, de “Downton Abbey”, andasse por aí com o bastão de mordomo, medindo a distância entre filas e cadeiras. “Uma vez que o espaço na praia é frequentemente disputado, criar um alinhamento perfeito é a única maneira de organizar essas espreguiçadeiras em áreas tão pequenas”, diz Cassandra. Como ir ao teatro, você paga de acordo com o lugar onde vai sentar, então, a primeira fileira vai custar mais (se estiver disponível já que, às vezes, a prima fila é reservada com meses de antecedência e não será realocada, mesmo que haja ausência no dia).

  • 3. Esteja preparado: algumas das praias lendárias da Itália são muito rochosas

    Para os viajantes acostumados a grandes faixas de areia, as praias pedregosas de partes da Riviera Italiana e de outras costas podem parecer intimidantes. Mas aprenda a “navegá-las” como os italianos. “Praias com pedras são o que eles conhecem”, aponta Cassandra. “As tradições são importantes nessa cultura, e os italianos costumam passar o tempo nas mesmas praias que desfrutavam quando crianças, independentemente das rochas. Eles usam chinelos até chegarem à água, e isso não parece perturbá-los.”

    Sapatos de borracha para água que parecem tamancos, vendidos em lojas à beira-mar, também são populares para andar sobre as pedras. Eles são um bom investimento já que, se você não está acostumado com as pedras e não tem os sapatos adequados, pode acabar parecendo que bebeu muitos Negronis enquanto cambaleia.

  • 4. Mas também há muitas praias italianas que são arenosas

    Para as praias livres de rochas, “vá para a Sardenha, a costa Toscana nas áreas de Grosseto e Livorno, ou para as reservas naturais de Sicília, Puglia e Calábria”, indica Cassandra.

  • 5. Muitas vezes, haverá escadas; às vezes, muitas delas

    Não se esqueça de que muitas cidades costeiras foram construídas nas laterais de colinas ou montanhas, daí haver escadas, necessárias para conectar os vários níveis. A praia One Fire, em Praiano, perto de Positano, tem mais degraus (são 400!) do que as escadarias da Praça da Espanha. Mas você também pode pegar um barco para abrir mão das caminhadas de ida e volta. “Se você está tentando evitar os degraus, vá para Puglia, que é plana, com belas praias. Caso contrário, fique na costa da Toscana e em cidades litorâneas sicilianas como Cefalu ou Mondello. Ou em Santa Margherita Ligure, na Riviera Italiana”, ensina Cassandra. Praias em Lido também são uma opção.

  • 6. Você não precisa parecer um turista

    “Homens estrangeiros se destacam, já que costumam usar bermuda comprida, enquanto a maioria dos italianos usa sungas ou trajes mais justos”, diz Cassandra. As camisetas com o logotipo do destino também podem ser uma indicação de que você é um visitante. “Muitas vezes, as mulheres estrangeiras escolhem roupas mais práticas, como shorts, uma blusa e chinelos, enquanto as italianas usam saídas-de-praia e belos saltos wedge ou sandálias.”

  • 7. Use biquínis

    É costume mudar de biquíni depois de cada mergulho no mar, então, traga mais alguns. “Acho que a melhor maneira de estar naquele brilho de verão na Itália é com um biquíni ou um monoquíni”, diz Cassandra.

  • 8. Não há limites de idade para biquínis

    “As avós são tão confiantes quanto suas filhas e netas em usá-los”, conta Cassandra, que observa a elegância que elas transmitem.

  • 9. Em resorts famosos e clubes de praia, os italianos não hesitam em usar bijuterias e até joias

    “Essa tendência é mais óbvia em Capri, Positano e em outros clubes de praia famosos em toda a Itália”, diz Cassandra. “Nesta temporada, grandes e coloridos brincos de franja, acessórios de cores brilhantes e enormes óculos de sol em formato retrô são populares. Eu apoio a tendência e uso grandes brincos de bijuterias.”

  • 10. Nos clubes de praia, para ver e ser visto, as marcas de grife predominam

    Pense nas sandálias Hermes e nas bolsas de Bora Bora, nos biquínis Pucci e nos óculos Dolce & Gabbana decorativos. Assim como na maioria dos lugares, os italianos mantêm a imagem, la bella figura, em mente quando estão na praia. “Recomendo que nadem, tomem sol e andem de barco em seus melhores trajes”, diz Cassandra. “Apesar de eu não saber como eles conseguem isso”, brinca.

  • 11. Quanto aos calçados, as tradicionais sandálias personalizadas feitas à mão estão sempre em tendência no Sul

    “A loja de sapatos Maria Rosaria Ferrara, na ilha de Ísquia, é uma das minhas favoritas”, conta Cassandra.

  • 12. Os italianos na praia fazem pausa de uma a duas horas para o almoço

    Enquanto alguns fazem um piquenique, ou um rápido almoço com pizza, muitos italianos, especialmente no domingo, optam por sentar em um restaurante local à beira-mar ou voltar para casa se morarem perto ou estiverem em uma casa alugada à beira-mar. Uma vez que muitos dos bagni têm restaurantes ou lanchonetes, o almoço é muitas vezes a poucos passos da água.

  • 13. “Uma boa maneira de provar todas as especialidades locais é pedir os antepastos da casa”, diz Cassandra

    “Isso normalmente é uma combinação de peixe fresco, polpette [almôndegas feitas com peixe] e até alguns vegetais grelhados. O litoral de Campânia [onde você encontra a costa de Amalfi] sempre é repleta de mexilhões, mariscos e camarões. Às vezes, o peixe local pode ser apreciado como antipasti com limão e óleo, ou servido em massa. É popular ao longo da costa comer peixes grelhados, como pesce spada, alici marinate [anchovas frescas marinadas], atum, lula e polvo. Você também pode provar ricci fresco [ouriço-do-mar] em grandes cidades litorâneas como Nápoles.”

  • 14. O drink deste verão europeu: vinho branco com pêssegos

    Pesche al vino é particularmente popular como o drinque de um dia de verão”, conta Cassandra. “Os pêssegos mais apropriados para usar no vinho são percoche, amarelos por dentro e um pouco menos macios que os demais.”

  • 15. Em agosto, toda a Itália parece ir à praia, por isso, comece cedo

    “Aos domingos, das 9h30 às 16h, o trânsito para o litoral é consistentemente pesado”, diz Cassandra. “Se você não reservou um lugar, recomendo chegar às 8h30.”

  • 16. Tente fazer uma reserva

    “Para clubes de praia populares no Sul da Itália, você deve fazer reserva entre uma a duas semanas antes de chegar”, diz Cassandra. “Para as praias locais, basta apenas alguns dias antes.”

  • 17. Você geralmente pode ficar até tarde

    Muitos bagnini, ou salva-vidas, estão de plantão até o pôr-do-sol. “Eles são ótimos em ficar até a praia estar vazia”, diz Cassandra. “O bagnini pode começar a limpar as cadeiras ao seu redor, mas na maioria das vezes é paciente em deixar a praia aberta até as 19h ou 20h.”

1. Os clubes de praia dominam a cena à beira-mar na Itália, e é fácil encontrar um que se adapte ao seu estilo

Alguns clubes (chamados de bagni ou stabilimenti) podem ser bastante pretensiosos, mas a maioria é informal, familiar e permite que você compre passes diários, semanais ou sazonais (as taxas variam muito). Geralmente, esses bagni têm restaurantes ou lanchonetes. “Alguns dos meus amigos escolhem seu clube de praia com base no cardápio do almoço”, conta Cassandra. No clube, você pode alugar um lettino ou sdraio (poltrona), um ombrellone (guarda-sol) e uma toalha, e ter acesso a chuveiros e vestiários.

 

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).