24 horas no Hotel Zeppelin, em São Francisco

Inaugurada em 2016 pelo Viceroy Hotel Group (do Hotel Zetta), a propriedade está localizada no antigo Prescott Hotel Building, perto da Union Square

Embora seja verão nos Estados Unidos, São Francisco está sofrendo com a falta de sol e felicidade, com temperaturas de inverno e ventos fortes. Visitar a cidade nesta temporada não faz sentido.

LEIA MAIS: Conheça o Wallawwa, um luxuoso hotel no Sri Lanka

Alguns dos estabelecimentos turísticos da quarta cidade mais populosa da Califórnia estão mais conscientes desse fato do que outros. Um hotel nesta cidade desafiada pelo clima tem que levar em conta, às vezes, que os hóspedes podem preferir se divertir no interior do estabelecimento em vez de enfrentar qualquer destino que os aguarde da porta para fora. Por isso, esse hotel deve fornecer não apenas sustento, mas também entretenimento, em ambientes de bom gosto e bem projetados, que tornem o encarceramento o mais atraente possível.

O Hotel Zeppelin é um grande exemplo disso. Inaugurada em 2016 pelo Viceroy Hotel Group (do Hotel Zetta), a propriedade está localizada no antigo Prescott Hotel Building, perto da Union Square. O design é inspirado na contracultura da cidade, que se traduz em uma decoração distinta e punk em tudo – da mobília do quarto ao papel de parede. São 196 habitações, incluindo 20 suítes. Mas onde o hotel realmente brilha é no design de seus espaços públicos e amenidades.

Primeiro, há um coquetel de boas-vindas para os hóspedes. Em seguida, a área do lobby funciona como um confortável lounge e bar que presta homenagem aos cafés da era beatnik. Há lareira e uma mesa de jantar comum. No mesmo espaço, nas noites de sexta-feira, entre 18h e 21h, é a vez do entretenimento – geralmente um cantor/compositor tocando junto à lareira.

No andar de baixo, o hotel construiu uma sala de jogos de grandes proporções chamada The Den. Há uma enorme mesa de sinuca, uma grande variedade de jogos, uma máquina de skeeball (gratuita), TVs grandes que você pode sintonizar em qualquer canal e vários lounges coloridos. Pode-se passar uma manhã ou tarde toda tomando coquetéis, jogando sinuca e assistindo “Shaqtin ’a Fool”.

Quando começar a sentir fome, suba as escadas para o The Rambler. Concebido pela Hat Trick Hospitality, o chef executivo Banks White criou um menu intimista de inspiração californiana com ingredientes frescos e sazonais. O local se espalha por dois espaços distintos: uma sala de jantar na entrada, virada para a rua, com uma atmosfera casual e arejada, e uma segunda sala de jantar subterrânea decorada com banquetas de veludo, toalhas de mesa brancas e bar. As entradas variam de chouriço caseiro e tartare de atum ahi a sopa de abóbora assada e mexilhões. Como prato principal, experimente as costeletas de porco assadas com legumes ou o peito de pato grelhado. Há também uma extensa lista de vinhos e um menu de coquetéis ainda mais completo (e criativo).

VEJA TAMBÉM: Bvlgari inaugura hotel em Shanghai

O restaurante também faz um brunch e almoço completo. Experimente o “The Rambler”: dois ovos, duas panquecas, batatas crocantes e sua escolha de bacon, chouriço ou barriga de porco. O restaurante também oferece um cardápio robusto no happy hour (se você não estiver muito ocupado na sala de jogos), incluindo um maravilhoso prato de ostras e prosecco: meia dúzia de unidades do molusco e uma taça de prosecco por apenas US$ 20.

Depois do jantar, provavelmente haverá tempo para mais um coquetel no bar do andar de cima e mais um jogo de bilhar (ok, mais dois jogos) antes de dormir.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).