Chanel lança revolucionária linha de maquiagem para homens

Getty Images
A Chanel não está apenas elevando o nível da indústria da beleza, mas reescrevendo as regras no processo

A Chanel está mudando a indústria de beleza com o anúncio da Boy de Chanel, sua primeira linha de maquiagem para homens. Com lançamento esperado para 1º de setembro de 2018, a coleção de estreia está prevista para chegar primeiro à Coreia do Sul.

LEIA MAIS: 22 cosméticos feitos à base de ingredientes nobres

Kristine Kim, gerente de comunicação da Chanel no país asiático, explica a inspiração por trás da nova linha: “Para a Chanel, a beleza não é uma questão de gênero, é uma questão de estilo. Esta nova gama de produtos permite que os homens, em suas rotinas de beleza, tenham as ferramentas necessárias para se sentirem melhor consigo mesmos. Além disso, eles devem ser livres para usar produtos de maquiagem para corrigir sua aparência, sem questionar sua masculinidade.”

Eu, pessoalmente, estou entusiasmada com tudo o que essa linha representa, já que o legado da marca, criada pela inimitável Coco Chanel, é exatamente desafiar o status quo e as chamadas “normas sociais”. Ela primeiro libertou as mulheres dos espartilhos e das restrições de alfaiataria ao apresentar uma estética discreta e elegante que era descaradamente ousada, embora um pouco chocante para toda a indústria da moda e para a sociedade como um todo. Foi na loja de Deauville, em 1913, que ela apresentou ao mundo um estilo chique-atlético, com sua coleção de roupas esportivas que exibia camisas soltas (tradicionalmente usadas como roupas íntimas masculinas), “yatch pants” (calças de cintura alta e largas nas pernas) e camisetas bretão listradas (estampa também conhecida como marinheiro). E, agora, parece que a costureira voltou às suas origens e ajudou a libertar os homens com produtos de beleza masculinos.

A Chanel compartilha sua filosofia: “Ao usar a maquiagem da Boy de Chanel, produtos com uma presença indetectável, os homens podem se sentir seguros e determinados, confiantes em si mesmos e em sua aparência”. Esses produtos têm apelo principalmente entre homens com preferências por estilos de vida nos quais a maquiagem já é parte de suas rotinas de cuidados faciais. E é preciso observar que a Ásia – em particular a Coreia do Sul – é a primeira localidade considerada ideal, já que é o “país com maior demanda e que mais está avançado em termos de rotinas masculinas de maquiagem”. “Na verdade, seus regimentos de beleza são bem desenvolvidos, com a aplicação desses produtos se tornando cada vez mais comuns”, explica Kim.

Lia Neophytou, analista de consumidor da GlobalData, acrescenta que, de acordo com uma pesquisa primária com consumidores, 75% dos sul-coreanos afirmam fazer tratamentos de beleza em casa, sendo pelo menos um por semana ou mais, comparado a apenas 38% dos franceses, mercado original da Chanel. Ainda é preciso descobrir se os norte-americanos ficarão tão empolgados quanto os asiáticos. Lia nota que “as rotinas de preparação no Ocidente são simples, enquanto os produtos de beleza têm uma posição estabelecida na cultura sul-coreana”. Portanto, é provável que a linha seja adotada com um rápido sucesso na Coreia do Sul.

VEJA TAMBÉM: Mãe solteira sobrevive a câncer e cria marca de cosméticos milionária

No geral, como um novo empreendimento de marketing/ desenvolvimento de produto, isso é considerado tendência de nicho dentro da indústria de beleza multibilionária. Tom Ford foi um pioneiro notável e lançou cosméticos masculinos em 2013. Para a Chanel, o foco é “em mercados nos quais a maquiagem masculina já é considerada a regra e reforça o apelo com o lançamento desta linha de maquiagem premium”, explica Lia.

Além disso, há ampla oportunidade de crescimento, caso a operação seja executada estrategicamente. Este é um território inexplorado, com grande potencial disponível no espaço da beleza masculina. Lia oferece estas observações e pensamentos: “Os mercados orientais são uma plataforma-chave para a conscientização e crescimento inicial. O sucesso ou fracasso da iniciativa da Chanel no Oriente e, posteriormente, no Ocidente, será um indicador importante para que outras marcas de luxo possam investir nessa tendência”.

Em termos de segmentação dos mercados asiáticos iniciais, o rosto da linha Boy de Chanel é o ator e modelo coreano Lee Dong Wook, cujo trabalho notável inclui programas de televisão como “My Girl” (2005), “Scent of a Woman” (2011) e “Guardian: O Solitário e Grande Deus” (2016-2017). Ele está, atualmente, estrelando em uma nova série de drama médico chamada “Life”, na qual interpreta um médico da emergência.

A Chanel diz que escolherá mais dois embaixadores para formarem a cara da nova linha no futuro próximo. Se tiver como objetivo mercados ocidentais (e apelar para aqueles que podem ser adversários devido a pressões sociais e restrições culturais não verbalizadas), a chave para o sucesso é modelar comportamentos positivos que possam ser espelhados ou adaptados – mostrando, por exemplo, aos potenciais consumidores como usar os produtos e sua fácil integração nas rotinas de cuidados diários. Eu, pessoalmente, escolheria homens como o ator e diretor de cinema britânico Idris Elba e/ou o ator e modelo norte-americano Scott Eastwood, já que ambos são amáveis, robustos e arrojados – eles dominam a arte de ser bem cuidados, mas sem excessos.

E AINDA: 15 cosméticos feitos à base de alimentos e bebidas

A premiada Olivia Ha, maquiadora profissional há mais de 14 anos, concorda. “Um visual cada vez mais valorizado na Ásia (e imitado em suas respectivas mídias e culturas pop) tem homens excepcionalmente penteados e ‘perfeitos’. Há que se considerar que os olhos do Ocidente são mais voltados para uma aparência ‘rude’ e ‘natural’. Mas, no geral, é importante que eles, nas sociedades orientais e ocidentais, integrem práticas de beleza em suas vidas. A Chanel detém altos padrões para todos os seus produtos e pode ajudar na conscientização e educação. Além disso, os homens não devem considerar esses itens como unissex, já que melhor atendem às suas necessidades. Por exemplo: eles têm uma epiderme mais espessa e mais densa do que as mulheres, mais poros, pele mais oleosa – e produtos desse calibre abordarão essas questões.”

O restante do mundo precisará ter um pouco de paciência até a estreia da coleção nas boutiques Chanel, a partir de janeiro de 2019. Mas, para aqueles que já estão ansiosos, será possível obter os produtos no e-commerce da grife, a partir de novembro de 2018, quando a coleção ficará disponível em todo o mundo online.

O objetivo da linha é incorporar o espírito resumido por Boy Capel, que disse a Gabrielle Chanel: “Você é diferente de qualquer outra pessoa”. Como um dos líderes do setor, a Chanel não está apenas elevando o nível da indústria da beleza, mas reescrevendo as regras no processo.

Os produtos da linha incluem: Le Baume Lèvres (hidratante labial), Le Teint (base) e Le Stylo Sourcils (lápis de sobrancelha).

Veja, na galeria de fotos abaixo, os novos itens da revolucionária linha de maquiagem para homens “Boy De Chanel”:

  • Le Baume Lèvres

    Hidratante labial que suaviza, restaura o conforto e matifica. Hidrata por até oito horas. A fórmula é fina e leve. Ingredientes incluem óleo de jojoba, manteiga de karité e um derivado de vitamina E antioxidante.

  • Le Teint

    Base disponível em quatro tonalidades. O foco suave corrige as imperfeições com um simples toque de segunda pele. Ingredientes incluem extrato de kalanchoe hidratante e antioxidante (para a oxigenação da pele), protetor solar FPS 25 e um derivado de ácido hialurônico para a hidratação da pele, já que é um polímero que também resiste ao excesso de suor. Leve, deixa a pele uniforme, luminosa e sem brilho.

  • Le Stylo Sourcils

    Lápis de sobrancelha disponível em quatro tons. Define e preenche a sobrancelha com a ponta de torção retrátil e cônica, continuamente afiada para precisão. Ingredientes compreendem uma combinação de ceras flexíveis naturais e óleos emolientes. Confortável e à prova d’água, sua fórmula permanece por oito horas.

Le Baume Lèvres

Hidratante labial que suaviza, restaura o conforto e matifica. Hidrata por até oito horas. A fórmula é fina e leve. Ingredientes incluem óleo de jojoba, manteiga de karité e um derivado de vitamina E antioxidante.

 

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).