Famosa operadora turística de luxo fica mais acessível

iStock
A empresa reduziu os custos de suas viagens de primeira classe, deixando-as equivalentes ao que os outros operadores de luxo cobram

A Cox & Kings começou a oferecer viagens personalizadas em 1758 – quase duas décadas antes da independência dos Estados Unidos. Nos 260 anos desde então, a empresa conquistou a reputação de uma das melhores fornecedoras de viagem do mundo e evoluiu para uma empresa de capital aberto, com US$ 2,5 bilhões em transações e operações anuais em 23 países.

LEIA MAIS: Conheça o novo hotel da Rocco Forte em Puglia

Até agora, a operadora restringiu-se a viagens sob medida para clientes extremamente exigentes. Mas a subsidiária Cox & Kings, The Americas acaba de se desviar de dois séculos e meio de tradição para tornar as experiências de luxo disponíveis para mais viajantes. Daí o lançamento do Cox & Kings Luxury Small Group Journey, projetado especificamente para o mercado norte-americano. Essas são as primeiras “partidas agendadas” da empresa, que a indústria chama de viagens em grupos em datas estabelecidas.

Para acompanhar as grandes mudanças e tendências das viagens de luxo, de vez em quando participo da Virtuoso Week em Las Vegas (a Virtuoso é o principal consórcio dos melhores agentes e consultores de viagens do mundo). Este ano, um dos maiores anúncios veio da Cox & Kings. Adicionando partidas programadas, a empresa reduziu os custos de suas viagens de primeira classe, deixando-as equivalentes ao que os outros operadores de luxo cobram.

Cada destino da Luxury Small Group Journey foi selecionado com base no local onde a empresa teve a demanda mais forte para viagens particulares. Os novos tours destinam-se a oferecer aos hóspedes o mesmo acesso exclusivo e altos padrões de serviço que as viagens individuais personalizadas da empresa, mas de forma mais acessível (não viajei com a Cox & Kings e só conheço a excelente reputação). As primeiras partidas do novo programa serão no outono do hemisfério norte de 2018, com sete diferentes destinos entre 9 e 15 dias: Peru, Marrocos, Japão, China, Espanha e Portugal, África do Sul e Índia. Esta é uma prévia do que está por vir, com um calendário ainda mais completo para 2019. E outra novidade: essas viagens poderão ser reservadas online.

“A nova proposta celebra os 260 anos de paixão da Cox & Kings pela exploração global e o tipo de viagem imersiva que realmente enriquece nossas vidas. Ela permite que nossos hóspedes reservem com confiança e tenham a certeza de uma experiência inesquecível, tudo apoiado pela infraestrutura de operações globais da empresa”, disse o presidente Patrick Richards. “Queremos oferecer experiências premium e de luxo pelas quais somos mais conhecidos, e não há melhor maneira de fazer isso do que reunir companheiros de viagem com ideias semelhantes para oferecer alguns dos destinos mais procurados do mundo.”

VEJA TAMBÉM: Resort de luxo em Creta proporciona o melhor do bem-estar

Os preços começam em US$ 5.295 por pessoa e são a garantia para que as viagens funcionem com um mínimo de apenas dois viajantes. Afinal, não há nada pior do que se inscrever para uma viagem em grupo, comprar as passagens de avião e ser informado, no último minuto, que ela foi cancelada por falta de interesse. Quase o número mínimo seja realmente de duas pessoas, você ainda terá uma viagem praticamente privada pelo preço de uma excursão em grupo. A média, no entanto, é de 18 pessoas, chegando ao máximo de 24 por partida.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).