8 cidades em que a Copa mais prejudica a produtividade

Enquanto os fãs de futebol de todo o mundo não tiram os olhos da Copa do Mundo da FIFA, os empregadores não estão tão animados com a distração de seus funcionários, que desejam acompanhar todos os jogos.

LEIA MAIS: Os números por trás da Copa do Mundo FIFA 2018

Sessenta e quatro partidas, em cerca de quatro semanas, oferecem muito espaço para distração, especialmente, quando várias dessas partidas começam durante o expediente.

O impacto da Copa do Mundo sobre a produtividade no local de trabalho depende muito do fuso horário. Enquanto os chefes em grande parte da Ásia e da Austrália podem relaxar, por conta de muitas partidas começarem à noite, funcionários brasileiros provavelmente devem ter jornadas mais curtas nas próximas semanas: o evento terá mais de 60 horas de partidas transmitidas durante o horário normal de trabalho.

Veja, na galeria de fotos a seguir, 8 cidades-exemplos (cada uma representa um país) em que a Copa do Mundo mais prejudica a produtividade:

  • 8. Mumbai
    Total de horas de jogo durante o expediente: 3 horas

  • 7. Moscou
    Total de horas de jogo durante o expediente: 17 horas e 15 minutos

  • 5. Berlim (empate)
    Total de horas de jogo durante o expediente: 30 horas e 45 minutos

  • 5. Paris (empate)
    Total de horas de jogo durante o expediente: 30 horas e 45 minutos

  • 4. Los Angeles
    Total de horas de jogo durante o expediente: 33 horas e 45 minutos

  • 3. Londres
    Total de horas de jogo durante o expediente: 36 horas

  • 2. Nova York
    Total de horas de jogo durante o expediente: 60 horas

  • 1. Rio de Janeiro
    Total de horas de jogo durante o expediente: 64 horas

8. Mumbai
Total de horas de jogo durante o expediente: 3 horas

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).