10 países mais desejados pelos profissionais estrangeiros

iStock
34% dos entrevistados disseram que estariam dispostos a mudar para território norte-americano por motivos profissionais

Em todo o mundo, o desejo de mudar de país por motivos profissionais está se tornando cada vez menor. O Boston Consulting Group conduziu uma pesquisa com 366 mil pessoas de 197 países sobre tendências e preferências de trabalho. Como resultado, 57% dos entrevistados disseram que iriam para o exterior em razão da carreira, índice bem menor do que os 64% obtido em 2014, quando a pergunta foi feita pela última vez. O mundo em desenvolvimento apresentava o maior desejo de realocação no exterior, com 90% dos indianos e 70% dos brasileiros se dizendo dispostos a mudar para outro país para trabalhar no emprego certo.

LEIA MAIS: 10 cidades com as melhores reputações ​​do mundo em 2018

Em 2014, os Estados Unidos foram o destino de trabalho mais popular em todo o mundo. O país continua na primeira posição na pesquisa deste ano. 34% dos entrevistados disseram que estariam dispostos a mudar para território norte-americano por motivos profissionais. Na Europa, o Reino Unido foi o destino mais desejado pelos estrangeiros em 2014, mas, devido ao Brexit, a região caiu para o 5º lugar na colocação geral. O Reino Unido, que então ocupava a vice-liderança, foi substituído pela Alemanha, que detém o desejo de 26% dos trabalhadores estrangeiros.

Apesar de sua ascensão econômica meteórica, a China não aparece na lista. A única entrada asiática é o Japão, em 10º lugar.

Veja, na galeria de fotos abaixo, os 10 melhores países mais atraentes para os profissionais estrangeiros:

  • 1°. Estados Unidos

  • 2°. Alemanha

  • 3°. Canadá

  • 4°. Austrália

  • 5°. Reino Unido

  • 6°. Espanha (empate)

  • 6°. França (empate)

  • 8°. Suíça

  • 9°. Itália

  • 10°. Japão

1°. Estados Unidos

 

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).