10 times mais valiosos da NFL em 2018

Getty Images
A NFL possui as mais rígidas exigências entre as quatro principais ligas norte-americanas

Os valores dos times da National Football League (NFL) ficaram estáveis. Em média, aumentaram 2% no ano passado, para US$ 2,57 bilhões. Foi o menor aumento desde 2011, quando os valores subiram em média 1,4%. Os valores ajustados pela inflação ficaram 0,7% menores neste ano.

LEIA MAIS: 10 jogadores mais bem pagos da NFL em 2018

A principal razão é a escassez de pessoas com dinheiro suficiente para comprar 30% de uma equipe da NFL. Quando Jerry Richardson colocou o Carolina Panthers à venda após a última temporada, alguns especialistas previram que a equipe poderia chegar a US$ 3 bilhões. O bilionário David Tepper conseguiu a equipe por US$ 2,3 bilhões, porque era a única pessoa sentada à mesa com dinheiro suficiente para satisfazer as regras de financiamento da liga.

A NFL possui as mais rígidas exigências entre as quatro principais ligas norte-americanas. Se um time for vendido por US$ 2,3 bilhões, por exemplo, o patrimônio líquido mínimo do sócio-geral deve ser de US$ 585 milhões.

Em outras palavras, é preciso muito mais do que ser um membro da FORBES 400, em que muitas fortunas foram feitas por meio de empresas imobiliárias ou privadas. É preciso ter capital de giro.

Uma razão pela qual isso se tornou cada vez mais difícil para alguém entender é o contraste entre o desempenho de longo prazo do mercado de ações (uma das principais fontes de ganhos) e os valores do time de futebol. Durante os últimos 20 anos, os valores da equipe da NFL subiram quase nove vezes, a uma taxa anual de 11,6%, contra apenas 4,5% para o índice S&P 500, por exemplo.

Além disso, nenhuma propriedade corporativa é permitida no futebol. E as regras da NFL estipulam que pode haver, no máximo, 24 parceiros.

VEJA TAMBÉM: 11 jogadores da Copa com mais interações no Instagram

As regras de financiamento da NFL são eficazes. A liga não tem nenhuma equipe com problemas financeiros e muitas dívidas desde 1999, quando Art Modell concordou em vender o Baltimore Ravens para Stephen Bisciotti. Não houve nenhum fiasco do Los Angeles Dodgers, New Orleans Hornets ou Arizona Coyotes na NFL. Nada disso.

A NFL, que já é a maior (US$ 427 milhões por equipe de receita média) e a mais rentável (receita operacional de US$ 95 milhões por equipe) liga do mundo, em breve se tornará ainda mais rica.

O motivo é que a NFL pode cancelar o contrato do Sunday Ticket com a DirecTV, da AT&T, em 2019, quatro anos antes do esperado. O acordo atual, valendo uma média de US$ 1,5 bilhão para a NFL por ano, foi 50% maior que o acordo anterior.

A licitação para o Sunday Ticket será quente. Espera-se que a ESPN, da Walt Disney, e a Amazon se interessem. Isso significa que o valor médio anual do próximo Sunday Ticket pode ser o dobro do atual.

O dono do Dallas Cowboys, Jerry Jones, disse recentemente: “A legalização de apostas aumentará a quantidade de tempo que as pessoas passam assistindo à NFL na televisão e na internet e, portanto, terá um impacto muito positivo no valor ou em nosso conteúdo”.

Veja, na galeria de fotos abaixo, os 10 times mais valiosos da NFL em 2018:

  • 10°. Philadelphia Eagles
    Valor atual: US$ 2,75 bilhões
    Valorização: 4%
    Receita: US$ 458 milhões
    Receita operacional: US$ 114 milhões

  • 9°. Houston Texans
    Valor atual: US$ 2,8 bilhões
    Valorização: 0%
    Receita: US$ 464 milhões
    Receita operacional: US$ 161 milhões

  • 8°. New York Jets
    Valor atual: US$ 2,85 bilhões
    Valorização: 4%
    Receita: US$ 443 milhões
    Receita operacional: US$ 130 milhões

  • 7°. Chicago Bears
    Valor atual: US$ 2,9 bilhões
    Valorização: 2%
    Receita: US$ 431 milhões
    Receita operacional: US$ 100 milhões

  • 6°. San Francisco 49ers
    Valor atual: US$ 3,05 bilhões
    Valorização: 0%
    Receita: US$ 470 milhões
    Receita operacional: US$ 106 milhões

  • 5°. Washington Redskins
    Valor atual: US$ 3,1 bilhões
    Valorização: 0%
    Receita: US$ 491 milhões
    Receita operacional: US$ 122 milhões

  • 4°. Los Angeles Rams
    Valor atual: US$ 3,2 bilhões
    Valorização: 7%
    Receita: US$ 366 milhões
    Receita operacional: US$ 68 milhões

  • 3°. New York Giants
    Valor atual: US$ 3,3 bilhões
    Valorização: 0%
    Receita: US$ 493 milhões
    Receita operacional: US$ 149 milhões

  • 2°. New England Patriots
    Valor atual: US$ 3,8 bilhões
    Valorização: 3%
    Receita: US$ 593 milhões
    Receita operacional: US$ 235 milhões

  • 1°. Dallas Cowboys
    Valor atual: US$ 5 bilhões
    Valorização: 4%
    Receita: US$ 864 milhões
    Receita operacional: US$ 365 milhões

10°. Philadelphia Eagles
Valor atual: US$ 2,75 bilhões
Valorização: 4%
Receita: US$ 458 milhões
Receita operacional: US$ 114 milhões

 

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).