10 melhores empresas do mundo para trabalhar em 2018

iStock
Pelo segundo ano consecutivo, a Alphabet liderou a lista da FORBES Global 2000 de Melhores Empregadores do Mundo

O que faz da Alphabet a melhor empregadora do mundo? Elevadas classificações em condições de trabalho e, o mais importante, em diversidade.

LEIA MAIS: 30 melhores empresas de computação em nuvem de 2018

Pelo segundo ano consecutivo, a Alphabet liderou a lista da FORBES Global 2000 de Melhores Empregadores do Mundo. A empresa controladora do Google foi a única a receber uma pontuação perfeita. Em um relatório de diversidade de 2018, o Google anunciou que as mulheres detêm 25,5% de suas posições de liderança e que as contratações de latinos e negros aumentaram ligeiramente. As empresas na lista dos Melhores Empregadores têm alta aprovação em áreas como imagem, condições de trabalho e diversidade.

As empresas no topo da lista são algumas das maiores do mundo. A Alphabet, que tem mais de 80 mil funcionários, registrou US$ 117,9 bilhões em vendas, US$ 16,6 bilhões em lucro, US$ 206,9 bilhões em ativos e valor de mercado de US$ 766,3 bilhões no ano passado. Em seu mais recente relatório de lucros, registrou receitas de US$ 32,7 bilhões no segundo trimestre fiscal, um aumento de 26% em relação ao mesmo período, em 2017.

A concorrente Microsoft ficou em segundo lugar mais uma vez. Com 124 mil funcionários, a empresa de tecnologia teve US$ 103,3 bilhões em vendas, US$ 14,2 bilhões em lucro, US$ 245,4 bilhões em ativos e um valor de mercado de US$ 750,6 bilhões no ano passado.

As empresas dos Estados Unidos foram responsáveis ​​por seis dos dez primeiros lugares. Além da Alphabet e da Microsoft, o top 10 inclui Apple (3°), Walt Disney Company (4°), Amazon (5°) e Celgene Corporation (10°). A Apple, a Microsoft e a Alphabet também ficaram entre as dez primeiras na lista FORBES das maiores empresas de tecnologia do mundo em 2018.

VEJA TAMBÉM: As 25 melhores empresas para trabalhar no Brasil

Empresas dos EUA dominaram a lista em geral. Das 500 principais empregadoras, há 185 empresas norte-americanas., contra 80 companhias da China e de Hong Kong. A única empresa de Hong Kong a entrar no top 10 foi a produtora de petróleo e gás CNOOC Limited. A vencedora do terceiro lugar do ano passado, Japan Exchange Group, caiu nove pontos neste ano, e ficou em 12º.

Neste ano, as empresas alemãs foram as segundas mais representadas no top 10. A montadora Daimler AG ficou em 7° lugar, e a BMW, em 10°.

Como de costume, o setor bancário é o que mais aparece na lista. O Kasikornbank, da Tailândia, ficou em 8°, a posição mais alta de um banco. O banco regional do Nordeste norte-americano, People’s United Bank, ficou em 135º lugar, que foi a melhor posição de uma instituição bancária dos Estados Unidos. Com pouco mais de 5 mil funcionários, o People’s United opera cerca de 400 lojas de varejo em Connecticut, Nova York, Massachusetts, Vermont, New Hampshire e Maine.

As brasileiras marcaram presença na lista com a Suzano, maior produtora global de celulose, em 25°. A Metalúrgica Gerdau foi classificada em 43°, e a Companhia Brasileira de Distribuição, em 69°. A empresa química e petroquímica Braskem aparece em 402°. Itaú Unibanco (203°) e Banco do Brasil (474°) completam a participação do país no Top 500.

E AINDA: Melhores empresas do mundo para trabalhar em 2017

Mais de 430 mil recomendações globais foram analisadas pela Statista para criar a lista dos melhores empregadores do mundo. Os funcionários foram solicitados a avaliar seu próprio empregador e a probabilidade de recomendarem a empresa a um amigo ou membro da família. Eles também foram convidados a recomendar outros empregadores que admiravam.

A lista é baseada no ranking FORBES Global 2000, que inclui empresas de capital aberto de 60 países que, juntas, representaram US$ 39,1 trilhões em vendas, US$ 3,2 trilhões em lucro, US$ 189 trilhões em ativos e US$ 56,8 trilhões em valor de mercado.

Veja, na galeria de fotos abaixo, 10 das 500 melhores empresas do mundo para trabalhar em 2018:

  • 474°. Banco do Brasil
    Brasil
    Banco

  • 402°. Braskem
    Brasil
    Empresa química e petroquímica

  • 203°. Itaú Unibanco
    Brasil
    Banco

  • 69°. Companhia Brasileira de Distribuição (GPA)
    Brasil
    Varejo de alimentos

  • 43°. Metalúrgica Gerdau
    Brasil
    Ferro e aço

  • 25°. Suzano Papel e Celulose
    Brasil
    Papel e produtos de papel

  • 10°. BMW Group
    Alemanha
    Montadora

  • 9°. Celgene
    Estados Unidos
    Biotecnologia

  • 8°. Kasikornbank
    Tailândia
    Banco

  • 7°. Daimler
    Alemanha
    Montadora

  • 6°. CNOOC
    Hong Kong
    Petróleo e Gás

  • 5°. Amazon.com
    Estados Unidos
    Tecnologia e varejo on-line

  • 4°. Walt Disney
    Estados Unidos
    Entretenimento

  • 3°. Apple
    Estados Unidos
    Tecnologia

  • 2°. Microsoft
    Estados Unidos
    Tecnologia

  • 1°. Alphabet
    Estados Unidos
    Tecnologia

474°. Banco do Brasil
Brasil
Banco

 

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).