Os 10 países onde os super-ricos mais crescem

iStock
A Ásia tem tido uma explosão de bilionários nos últimos anos, na esteira do boom econômico vivido pelo continente

Onde vivem, o que comem, como se vestem os ricos e super-ricos? Um relatório divulgado no início de setembro pela Wealth-X, empresa especializada em pesquisas de mercado sobre gente com patrimônio líquido a partir de US$ 30 milhões, responde a pelo menos uma dessas questões. O levantamento mostra que a maior concentração de indivíduos, digamos, bem de vida se encontra nos Estados Unidos. A terra do Tio Sam tem 80 mil ricos e super-ricos — 31% da população global. Mais do que Japão, China, Alemanha, Canadá e França juntos. Ainda que tenham o maior número de endinheirados, no entanto, os EUA ficam para trás quando se trata do crescimento dessa população.

LEIA MAIS: Bangcoc e as 10 cidades mais visitadas no mundo

A Ásia tem tido uma explosão de bilionários nos últimos anos, na esteira do boom econômico vivido pelo continente. Só a China viu sua população de super-abastados saltar 19% de 2016 a 2017 — a taxa de expansão é o dobro da registrada pela América do Norte. Mas o crescimento não se resume à potente economia chinesa. Pelo contrário. Nos últimos cinco anos, outra nação improvável da Ásia tem liderado o avanço dos super-ricos. Segundo a Wealth-X, o clube de cheios da grana de Bangladesh aumentou 17,3% entre 2012 e 2017. No mesmo período, em comparação, a população de super-ricos da China cresceu 13,4% e a do Vietnã, 12,7%. Os EUA aparecem apenas na 10ª colocação nesse ranking, com uma aceleração de 8,1%.

Veja, na galeria de fotos abaixo, os 10 países onde a população de super-abastados têm crescido com maior rapidez:

  • 10°. Estados Unidos
    Crescimento: 8,1%

  • 9°. Paquistão
    Crescimento: 8,4%

  • 8°. Israel
    Crescimento: 8,6%

  • 7°. Irlanda
    Crescimento: 9,1%

  • 6°. Hong Kong
    Crescimento: 9,3%

  • 5°. Índia
    Crescimento: 10,7%

  • 4°. Quênia
    Crescimento: 11,7%

  • 3°. Vietnã
    Crescimento: 12,7%

  • 2°. China
    Crescimento: 13,4%

  • 1°. Bangladesh
    Crescimento: 17,3%

10°. Estados Unidos
Crescimento: 8,1%

 

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).