10 países com maiores receitas de e-commerce por usuário

Getty Images
De acordo com informações da Digital Market Outlook, levantado pela Statista, há 259 milhões de usuários de e-commerce apenas nos Estados Unidos

A Cyber ​​Monday movimentou o comércio mundial na última segunda-feira (26). E a maioria dos países participou da extravagância da iniciativa, que decolou nos últimos anos. De acordo com informações da Digital Market Outlook, levantado pela Statista, há 259 milhões de usuários de e-commerce apenas nos Estados Unidos. Se levarmos em consideração a receita gerada em 2018, como um todo, cada um deles gastou cerca de US$ 1.952.

LEIA MAIS: 3 dicas para aplicar bem o SEO em seu e-commerce

O maior mercado para o comércio eletrônico, no entanto, é a China, com cerca de 1 bilhão de compradores digitais. Os Estados Unidos vêm em um distante 2° lugar, apesar do impacto maior que o país gera em receita por usuário.

Veja, na galeria de fotos abaixo, os 10 países com as maiores receitas de e-commerce por usuário em 2018:

  • 1°. Estados Unidos

    Receita por usuário: US$ 1.952
    Total de usuários: 259 milhões

  • 2°. Reino Unido

    Receita por usuário: US$ 1.639
    Total de usuários: 53 milhões

  • 3°. Alemanha

    Receita por usuário: US$ 1.101
    Total de usuários: 64 milhões

  • 4°. França

    Receita por usuário: US$ 1.010
    Total de usuários: 49 milhões

  • 5°. China

    Receita por usuário: US$ 634
    Total de usuários: 1 bilhão

  • 6°. Espanha

    Receita por usuário: US$ 601
    Total de usuários: 28 milhões

  • 7°. Itália

    Receita por usuário: US$ 407
    Total de usuários: 38 milhões

  • 8°. México

    Receita por usuário: US$ 134
    Total de usuários: 60 milhões

  • 9°. Brasil

    Receita por usuário: US$ 123
    Total de usuários: 119 milhões

  • 10°. Argentina

    Receita por usuário: US$ 118
    Total de usuários: 26 milhões

1°. Estados Unidos

Receita por usuário: US$ 1.952
Total de usuários: 259 milhões

 

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).