15 países onde a produtividade do trabalho é maior

GettyImages
México, Coreia do Sul e Grécia apresentam os menores PIBs por hora trabalhada.

Em muitos países, uma longa semana de trabalho não significa, necessariamente, níveis mais altos de produtividade. Segundo o OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico), trabalhadores do México, Coreia do Sul e Grécia têm as mais altas cargas horárias do mundo, com médias de 2.257, 2.024 e 2.018 horas trabalhadas por ano, respectivamente, em 2015. No entanto, quando se trata de produtividade do trabalho nos três países, a história é muito diferente. Em 2017, o PIB por hora trabalhada em relação ao total da economia foi de apenas US$ 21,6 no México, US$ 37 na Coreia do Sul e US$ 38,9 na Grécia.

VEJA TAMBÉM: 7 hábitos de produtividade para ser mais prestativo

A entidade usa o PIB por hora trabalhada como uma medida da produtividade e mensuração da eficiência com o qual a mão de obra é combinada para determinar índices de produção.

A Irlanda está no topo da escala com um PIB por hora trabalhada de US$ 99,5, seguida pela Noruega, com US$ 83,1, e pela Alemanha, com US$ 72,2. Curiosamente, esses três países têm substancialmente menos horas anuais de trabalho do que as nações mencionadas acima. Os dados certamente sugerem que a ideia de uma semana de quatro dias de trabalho não é tão absurda e pode realmente aumentar a produtividade e igualar a produção econômica atual. Em julho passado, uma empresa na Nova Zelândia implementou a semana de trabalho de quatro dias e constatou uma melhoria drástica no equilíbrio entre vida profissional e pessoal, produtividade, maior comprometimento e menores níveis de estresse.

Veja, na galeria de imagens a seguir, 15 países com maior PIB por hora trabalhada em 2017 e suas respectivas cargas anuais de trabalho:

  • 1º. Irlanda

    PIB: US$ 99,5
    Média anual de horas trabalhadas: 1.738

  • 2º. Noruega

    PIB: US$ 83,1
    Média de horas anuais trabalhadas: 1.419

  • 3º. Alemanha

    PIB: US$ 72,2
    Média anual de horas trabalhadas: 1.356

  • 4º. Estados Unidos

    PIB: US$ 72
    Média anual de horas trabalhadas: 1.780

  • 5º. Suíça

    PIB: US$ 71,3
    Média anual de horas trabalhadas: 1.570

  • 6º. França

    PIB: US$ 69,6
    Média anual de horas trabalhadas: 1.514

  • 7º. Reino Unido

    PIB: US$ 61,1
    Média anual de horas trabalhadas: 1.681

  • 8º. Austrália

    PIB: US$ 58,6
    Média anual de horas trabalhadas: 1.686

  • 9º. Itália

    PIB: US$ 57,4
    Média anual de horas trabalhadas: 1.723

  • 10º. Espanha

    PIB: US$ 55,2
    Média anual de horas trabalhadas: 1.687

  • 11º. Canadá

    PIB: US$ 53,5
    Média anual de horas trabalhadas: 1.695

  • 12º. Japão

    PIB: US$ 46,2
    Média anual de horas trabalhadas: 1.710

  • 13º. Grécia

    PIB: US$ 43,8
    Média anual de horas trabalhadas: 2.018

  • 14º. Coreia do Sul

    PIB: US$ 37
    Média anual de horas trabalhadas: 2.024

  • 15º. México

    PIB: US$ 21,6
    Média anual de horas trabalhadas: 2.257

1º. Irlanda

PIB: US$ 99,5
Média anual de horas trabalhadas: 1.738

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).