De Spice Girl à empreendedora de moda girl power

Reprodução/Forbes
Victoria Beckham, fundadora e diretora de criação da Victoria Beckham Ltd

“Quando eu era cantora, recebia feedback toda vez que subia ao palco”, disse Victoria Beckham enquanto seu microfone zumbia durante o FORBES Women’s Summit, no último dia 19 de junho. Ela estava se referindo a sua carreira como Posh Spice, uma das cinco integrantes da banda pop Spice Girls, um fenômeno da música nos anos 1990.

LEIA MAIS: Jovem empreendedora cria garrafa de água inteligente

Porém, nos últimos 10 anos a ex-cantora ganhou um outro título: fundadora e diretora de criação da Victoria Beckham Ltd., uma marca de moda que, contrariando todas as probabilidades, dominou o mundo fashion de modo surpreendente e foi avaliada, recentemente, em US$ 130 milhões.

A companhia, que acabou de anunciar Paolo Rivera como novo CEO, cresceu de uma pequena coleção de vestidos para uma linha completa ready-to-wear (expressão da moda atribuída à produção em série) de roupas, bolsas, sapatos e óculos. A marca, inclusive, participará do London Fashion Week pela primeira vez este ano. Victoria também fechou uma parceria para uma linha esportiva com a Reebok que será lançada ainda este ano.

“Eu sabia que as pessoas teriam preconceitos – eu era das Spice Girls, sou casada com um jogador de futebol [David Beckham] – mas não foquei nisso e, assim, as roupas falaram por si”, disse ela. “Eu gosto do fato de que, no começo, não sabia muito sobre a indústria da moda. Sabendo o que sei hoje, me pergunto se teria tido coragem… Provavelmente não.”

Mas Victoria acreditou em seu produto e se entregou ao processo de design, escolhendo costuras e tecidos. Ela criou peças que gostaria de vestir e que imaginou que outras mulheres também gostariam. O desejo autêntico de ajudá-las, ela disse, é o fator em comum entre sua carreira como cantora e designer de moda. Da mesma forma que o tema girl power era recorrente em suas canções, ela espera poder levar confiança às mulheres que vestirem suas roupas.

É claro que roupas não trazem igualdade de gêneros – e Victoria reconhece isso. Mas ela garante pessoalmente que sua empresa – assim como suas parceiras, como a Reebok – contrate mulheres em posições de liderança.

VEJA TAMBÉM: Como uma estudante de 22 anos criou uma luxuosa marca de lingerie

Na casa dos Beckham a igualdade é colocada em prática diariamente, já que Victoria e David desempenham os mesmos papéis. “Quando estou viajando, ele fica em casa para levar as crianças à escola, preparar o jantar e ajudar com a lição de casa”, ela contou, explicando que, durante a rotina normal, tenta equilibrar as atividades e é conhecida por ir ao banheiro para enviar e-mails de trabalho. “É como fazer parte de uma parceria de trabalho.”

E o trabalho está longe de terminar. Depois de ter levantado US$ 40 milhões no último ano, sua empresa continua crescendo. Victoria está desenvolvendo uma linha de produtos para cuidado da pele e gostaria de trabalhar com perfumes, assim como com roupas masculinas ou infantis. Mas seu foco sempre estará nas mulheres. “Eu ainda estou batendo na tecla girl power e não vou parar.”

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).