5 dicas para ter um negócio de US$ 1 milhão sem funcionários

5 dicas para ter um negócio de US$ 1 milhão sem funcionários - Foto reprodução FORBES
Existem quase 25 milhões de empresas de uma só pessoa nos Estados Unidos, e mais de 36.000 fazem sete ou mais dígitos anualmente.

Quase sete anos atrás, Michelle Schroeder-Gardner começou seu blog, Making Sense of Cents, para compartilhar sua experiência em pagar dívidas de empréstimos estudantis e adquirir responsabilidade. A última coisa que ela esperava era que a página se transformasse em um negócio de 1 milhão de dólares.

VEJA TAMBÉM: 3 dicas para transformar obstáculos em oportunidade

Em 2017, o Making Sense of Cents arrecadou US$ 979.000 e, neste ano, deve chegar a US$ 1,5 milhão, tudo sem contratar funcionários. Michelle faz parte de uma onda crescente de empresários que administram negócios sozinhos e faturam mais de 1 milhão de dólares por ano.

Há quase 25 milhões de empresas “de uma só pessoa” nos Estados Unidos. E, no geral, esses empreendimentos não-empregadores têm ganhado mais dinheiro do que no passado: mais de 36.000 deles fazem sete ou mais dígitos ao ano. Elaine Pofeldt pesquisou esses empreendedores por vários anos e compartilha suas descobertas em seu livro “The Million-Dollar, One-Person Business” (O Negócio de Uma Pessoa e Um Milhão de Dólares, em tradução livre). Embora a obra não ofereça uma receita para o sucesso, revela estratégias que surgem por diversas vezes nas histórias dos empreendedores e que podem ajudá-lo a montar o negócio dos seus sonhos.

Veja na galeria de fotos abaixo 5 dicas para ter um negócio de US$ 1 milhão sem funcionários:

  • 1. Encontre o nicho que você ama

    Tom Corley é um contador com 10 clientes que administram empresas sozinhos e geram receitas de mais de 1 milhão de dólares. Ele diz que nove desses 10 clientes construíram seus negócios em nichos exclusivos. No entanto, não deixe que isso o assuste. Você não precisa necessariamente apresentar uma ideia sobre a qual ninguém tenha pensado antes para ter sucesso.

    A pesquisa de Elaine Pofeldt descobriu que negócios individuais de milhões de dólares geralmente se enquadram em seis categorias: e-commerce; manufatura; criação de conteúdo informativo; serviços profissionais e empresas criativas; empresas de serviços pessoais que oferecem expertise; e imobiliária.

    Dentro dessas categorias, você provavelmente encontrará uma empresa que se beneficiaria da sua perspectiva única. Michelle Schroeder-Gardner não foi a primeira pessoa a criar um blog baseado em sua experiência de pagamento de dívidas, por exemplo, mas sua história repercutiu em leitores o suficiente para que ela conseguisse criar um público fiel e crescente..

    “Descobrir uma ideia da qual você gostará de pensar todos os dias, seja quando escreve para o seu site ou responde a uma pergunta de um cliente sobre ela, é o segredo”, escreve Elaine em seu livro.

  • 2. Terceirize e automatize

    Pode ser quase impossível para um microempreendedor realizar todo o necessário para administrar um negócio próspero. Tentar fazer tudo sozinho também pode levar rapidamente ao esgotamento. Segundo Elaine, o que ajuda a chegar a uma receita de 1 milhão de dólares é expandir sua capacidade “além do que uma única pessoa pode fazer”. As empresas que ela descreve em seu livro usam terceirização, automação, tecnologia móvel ou uma combinação dos três para construir, operar e expandir seus negócios.

    Felizmente, existem muitas ferramentas disponíveis para ajudá-lo a conseguir isso, e muitas delas têm um preço razoável para empresas com orçamento limitado. Sites como Fiverr, Upwork, Guru e Microworkers permitem que você terceirize uma ampla variedade de tarefas específicas. Alguns empreendedores contratam assistentes virtuais que podem conciliar inúmeras atividades ou gerenciar projetos, agendas ou até mesmo freelancers.

    Elaine conta em seu livro que muitos empreendedores terceirizam seu serviço ao cliente, mas somente após cuidadoso treinamento para garantir que a clientela seja bem tratada.

  • 3. Desenvolva lucro passivo

    Michelle credita ao “marketing afiliado” não apenas a liberdade financeira, mas também a liberdade de estilo de vida. “Sou capaz de colocar links para produtos de que gosto no meu blog, e isso me ajuda a ganhar dinheiro sem ter de trabalhar a cada hora do dia”, explica. “Em vez disso, posso ganhar dinheiro enquanto durmo ou estou de férias e assim por diante.”

    Segundo Michelle, os empreendedores podem obter resultados semelhantes ao criar um produto para vender. “Ao vender um produto, em vez de uma venda única [como um serviço único que você oferece pessoalmente], você pode ganhar dinheiro com as vendas desse produto para várias pessoas, em vez de apenas para um único cliente”, explica.

    Além de seu lucro afiliado, a empresária criou seu próprio produto: um curso que ensina outros empreendedores de sites como lucrar com a renda afiliada.

  • 4. Encontre uma forma de financiamento

    A maioria dos pequenos empresários investe economias pessoais para iniciar seu negócio. Em uma pesquisa de 2015, 62% dos proprietários de empresas entrevistados relataram que financiaram seus empreendimentos dessa maneira. Embora o arranque de uma empresa sem assumir dívidas seja ideal, os empreendedores podem eventualmente depender de uma variedade de fontes de financiamento para pequenas empresas para custear o crescimento de seus negócios, desde poupança e empréstimos de amigos e familiares a crowdfunding, competições de planos de negócios e linhas de crédito.

  • 5. Mantenha-se firme

    Corley diz que a única característica que todos os 10 de seus clientes que faturam mais de 1 milhão de dólares compartilham é uma forte ética de trabalho. Mas essa não é toda a história. Em seu livro “Rich Habits, Poor Habits” (Hábitos Ricos, Hábitos Pobres, em tradução livre), ele afirma que os ricos trabalham com mais afinco, não porque tenham uma melhor ética de trabalho. Eles trabalham mais porque gostam, amam ou são muito apaixonados pelo que fazem para ganhar a vida.

    Qualquer um pode ter uma ideia. Poucas pessoas persistem nessa ideia até o sucesso.

    Enquanto muitos empreendedores dedicam horas significativas para iniciar e expandir seus negócios, alguns têm empregos fixos e não podem se dar ao luxo de mergulhar em tempo integral. Rosemarie Groner lançou sua empresa de 1 milhão de dólares trabalhando apenas 10 horas por semana enquanto criava uma família e administrava uma creche em casa. Ela usou um truque de produtividade simples para garantir que permanecesse no caminho certo e continuasse a trabalhar cerca de 20 horas por semana: reservar tempo para passar com a família.

    Poucos empreendedores, o que inclui os perfilados por Elaine, conhecem o sucesso da noite para o dia. Mas eles continuam, acreditando que seus esforços serão recompensados ​​a longo prazo. Eventualmente, a maioria aprende que não tem escolha a não ser trabalhar de maneira mais inteligente, não mais difícil.

    “Ao contrário de um emprego tradicional, em que seu pagamento pode estar intimamente ligado às horas que você dedica”, escreve Pofeldt, “a renda de seu próprio negócio deriva de como você é inteligente e seletivo em relação a como você gasta o seu tempo”.

1. Encontre o nicho que você ama

Tom Corley é um contador com 10 clientes que administram empresas sozinhos e geram receitas de mais de 1 milhão de dólares. Ele diz que nove desses 10 clientes construíram seus negócios em nichos exclusivos. No entanto, não deixe que isso o assuste. Você não precisa necessariamente apresentar uma ideia sobre a qual ninguém tenha pensado antes para ter sucesso.

A pesquisa de Elaine Pofeldt descobriu que negócios individuais de milhões de dólares geralmente se enquadram em seis categorias: e-commerce; manufatura; criação de conteúdo informativo; serviços profissionais e empresas criativas; empresas de serviços pessoais que oferecem expertise; e imobiliária.

Dentro dessas categorias, você provavelmente encontrará uma empresa que se beneficiaria da sua perspectiva única. Michelle Schroeder-Gardner não foi a primeira pessoa a criar um blog baseado em sua experiência de pagamento de dívidas, por exemplo, mas sua história repercutiu em leitores o suficiente para que ela conseguisse criar um público fiel e crescente..

“Descobrir uma ideia da qual você gostará de pensar todos os dias, seja quando escreve para o seu site ou responde a uma pergunta de um cliente sobre ela, é o segredo”, escreve Elaine em seu livro.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).