Qual o coworking ideal para cada perfil de empreendedor

Há pouco anos, era raro ouvir falar em coworking. Poucas pessoas já haviam visto ou frequentado um espaço do tipo. Recentemente, porém, esse mercado de compartilhamento cresceu de forma expressiva, muito por conta de novas formas de trabalho que surgiram.

VEJA TAMBÉM: Rede de coworking WeWork é a terceira startup mais valiosa dos EUA

Segundo o estudo Censo Coworking Brasil 2017, que analisa a evolução na adoção de espaços compartilhados ao redor do país e levanta dados sobre o perfil dos estabelecimentos, o número de coworkings cresceu 114% em relação a 2016.

O Estado de São Paulo corresponde a 40% de todo esse mercado no país. Somente na capital, são 217 espaços. Diante dessa quantidade, pode ser difícil para um profissional ou uma empresa saber qual é o coworking ideal para impulsionar seus negócios.

Com características diferentes, alguns têm foco em inovação e networking, com ambiente informal e happy hours frequentes. Outros apostam em um ambiente mais sério para agradar ao público corporativo mais tradicional. Há ainda alguns adaptados para mães e pais com filhos pequenos e até animais de estimação.

FORBES Brasil visitou 12 espaços de trabalho compartilhado em São Paulo. Veja, na galeria de fotos abaixo, coworkings na cidade ideias para cada tipo de perfil de trabalho:

  • Ahoy! Berlin
    Onde: Alto de Pinheiros
    Preços:
    -Hot desk: a partir de R$ 850 por mês
    -Sala privativa: a partir de R$ 1.100 por mês

    Com o passar do tempo, o Ahoy! Berlin, coworking apenas para empresas ou pessoas ligadas à inovação, começou a focar mais em eventos, graças a seu ambiente bonito, espaçoso e com ótima iluminação. Com isso, a própria equipe do coworking passou a produzir, prestar consultoria, desenvolver e personalizar eventos “com a cara do cliente”.

    Talvez por isso a área de mesas compartilhadas não seja tão movimentada quanto a de outros coworkings, o que a torna o espaço ideal para aqueles que buscam silêncio e tranquilidade. Os planos incluem acesso à sala de reunião, lockers, cotas de impressão e água à vontade. Além disso, o espaço é pet friendly.

  • Casa de Viver
    Onde: Vila Mariana
    Preços:
    -Hot desk: a partir de R$ 1.920 por mês
    -Somente espaço de recreação: R$ 25 por hora, R$ 5 por cada 15 minutos adicionais

    A Casa de Viver é um coworking familiar em que as crianças e seus pais contam com supervisão de cuidadoras, atividades de bem-estar, beleza e desenvolvimento pessoal e profissional, e encontros de networking. Além disso, não membros podem deixar seus filhos no espaço para atender a compromissos. O espaço é voltado para pais e mães que trabalham sozinhos ou de maneira remota, e não para empresas.

    O local conta com salas de reunião, salas de atendimento e espaços que podem ser alugados para festas e eventos. Há duas salas compartilhadas: uma em que é permitido utilizar o telefone, conversar, ouvir música, receber visitas breves, fazer pequenas reuniões e lanchar. Na outra, é preciso fazer silêncio. Há ainda uma varanda com redes. São oferecidos frutas para as crianças e café e água para os pais.

  • COPA
    Onde: Vila Olímpia
    Preços
    -Hot desk: a partir de R$ 600 por mês
    -Mesa fixa (com gaveteiro): a partir de R$ 900 por mês
    -Sala privativa: a partir de R$ 900 por mês, por pessoa

    Em um andar de um prédio comercial da movimentada Av. Brigadeiro Faria Lima, o estiloso COPA parece ser ideal para quem trabalha sozinho, ainda que tenha algumas empresas em suas instalações. Sua decoração neutra, que mescla elegância e informalidade, combina com diversos perfis.

    O pagamento mês a mês garante facilidade no processo de aluguel. Entre os diferenciais, estão um grande auditório para eventos, a oferta de palestras e treinamentos, um programa de benefícios, programa de mentoring e estúdio audiovisual.

    A cada 15 dias, a segunda-feira começa com uma apresentação de três empresas que trabalham no espaço, para promover networking. Há ainda happy hours todas as sextas-feiras, e pipoca toda tarde. Café, água e água saborizada são disponibilizados gratuitamente o dia todo, além de opções de lanches e outras bebidas à venda.

    Os membros têm acesso à comunidade, serviço postal, lockers, material de escritório, atendimento eletrônico audiovisual, acesso 24 horas e cota de impressão. O ambiente tem nível médio de ruído e permite day use.

  • CO.W.
    Onde: Brooklin, Itaim Bibi e Vila Olímpia
    Preços:
    -Hot desk: a partir de R$ 670 por mês
    -Sala privativa: a partir de R$ 2.050 por mês

    A unidade Berrini do CO.W., que também tem unidades no Itaim Bibi e na Vila Olímpia, funciona em uma ampla e iluminada casa térrea, com muitos espaços abertos e áreas verdes. Um escorregador na entrada dá o tom do local: descolado e com “cara de startup”. Happy hours acontecem uma vez por mês, Há ainda eventos corporativos frequentes para promover o networking e sessões de pitch e encontros com empresários.

    Salas de reunião de diferentes estilos e diversas opções de planos ressaltam o objetivo de agradar todo tipo de empresa: aceleradoras, startups, grandes e pequenos negócios.

    Alguns dos diferenciais são o clube de benefícios, que oferece descontos em produtos e serviços, consultorias e assessorias exclusivas e contato com investidores e aceleradoras. São oferecidos, ainda, café coado e água, impressões (pagamento por uso ou cotas, a depender do plano), lockers e mesas de ping pong e sinuca. O espaço recebe frequentemente food trucks, feiras e eventos musicais.

  • HugSpot
    Onde: Pinheiros
    Preços:
    -Hot desk: a partir de R$ 1.999 por mês
    -Sala de atendimento: a partir de R$ 300 por dia

    O HugSpot é pensado para mães com filhos pequenos. No local, há uma área kids pedagogicamente desenvolvida e cuidadores para as crianças, além de banheiros adaptados para os pequenos, trocador e sala de amamentação. Há um amplo jardim e uma cantina, onde as mães são convidadas a almoçar junto de seus filhos.

    Um diferencial é que há duas entradas: uma para as crianças e uma para as mães. Além disso, o espaço amplo e iluminado oferece todos os serviços típicos de um coworking, como salas de atendimento, salas de reunião, recepção, copa com café e água à vontade, armários e cotas de impressão.

  • MyWork
    Onde: Morumbi
    Preços:
    -Hot desk: a partir de R$ 480 por mês
    -Mesa fixa: a partir de R$ 790 por mês
    -Sala privativa: a partir de R$ 2.400 por mês

    O MyWork oferece eventos semanais, com o objetivo de trazer novas pessoas e promover o networking, transmitidos ao vivo nas redes sociais. Durante esses happy hours, chamados de MyWork Live, sempre há algo relacionado a arte e comportamento. Além disso, o espaço recebe eventos externos.

    No local funciona ainda um bistrô, que também pode ser acessado por não membros, em que funciona também uma pequena galeria de arte, renovada frequentemente. O coworking oferece armários privados, cotas de impressão, salas de reunião, estacionamento, bicicletário e chá, café e água à vontade.

    O espaço é ideal para grandes, médias e pequenas empresas, e não trabalhadores individuais.

  • Office & Co
    Onde: Vila Olímpia
    Preços:
    -Mesa fixa: a partir de R$ 890 por mês
    -Sala privativa (de 1 a 5 pessoas): a partir de R$ 2.790 por mês

    Com decoração elegante e mais sóbria do que a maior parte dos coworkings, os planos oferecidos pelo Office & Co também são diferentes. O escritório não permite, por exemplo, day use ou hot desk, opção em que o membro chega e se senta onde houver espaço livre. O coworking visa um público mais corporativo e formal, com predominância de pessoas mais velhas do que a média de outros coworkings.

    O ambiente é muito silencioso e os planos são todos “all inclusive”, com acesso ilimitado às salas de reunião, uso livre das impressoras, atendimento telefônico personalizado, acesso 24 horas, café, chá, água e bolachas à vontade, além de bolo e frutas algumas vezes por semana. Todos os membros do coworking têm acesso à unidade de Miami.

  • Plug
    Onde: Pinheiros
    Preços:
    -Hot desk: a partir de R$ 500 por mês
    -Mesa fixa: a partir de R$ 900 por mês
    -Sala privativa: a partir de R$ 750 por mês, por pessoa
    -Team table (de 4 a 8 pessoas): a partir de R$ 810 por mês por pessoa
    -Company space (mínimo de 40 pessoas): a partir de R$ 700 por mês por pessoa

    Os serviços oferecidos pelo Plug reforçam seu foco em um público jovem e informal: bicicletário, happy hour com chopp grátis uma vez por semana, pet friendly, massagem e barbeiro pagos, manicure grátis uma vez por mês, vending machines e hora da pipoca, além de café e água gratuitos.

    Com espaço para eventos descontraído, o coworking, um pouco ruidoso, é ideal para autônomos, startups e empresas com funcionários jovens, cujo networking e interação são estimulados frequentemente por meio de ações e eventos, organizados pelo Plug e por empresas membras ou externas.

  • Regus
    Onde: Bela Vista, Brooklin, Centro, Chácara Santo Antônio, Cidade Jardim, Itaim Bibi, Jardim Paulistano, Morumbi, Pinheiros, Vila Olímpia
    Preços:
    -Hot desk: a partir de R$ 299 por mês
    -Mesa fixa: a partir de R$ 1.028 por mês
    -Sala privativa: a partir de R$ 1.275 por mês, por pessoa

    Assim como o Office & Co, o Regus tem decoração mais sóbria e ambiente mais corporativo. Apesar de ter áreas compartilhadas, o espaço é mais frequentado por empresas, que alugam salas privativas.

    Líder mundial no setor, o Regus dá acesso a todas as unidades do mundo, mais de 4 mil, o que o torna uma boa escolha para aqueles que viajam e fazem reuniões de negócios ao redor do planeta. Além disso, os planos oferecem recepção completa, gestão de correspondência, atendimento de chamadas, cota de salas de reunião, chá, café e água à vontade, programa de benefícios e eventos e atividades.

  • Spaces
    Onde: Brooklin, Vila Madalena e Vila Olímpia
    Preços:
    -Hot desk: a partir de R$ 949 por mês
    -Mesa fixa: a partir de R$ 949 por mês
    -Sala privativa: a partir de R$ 2.200 por mês

    Por ser de uma rede internacional, ser membro do Spaces permite acesso a qualquer unidade do mundo. Na unidade da Vila Madalena, há um auditório equipado com capacidade entre 60 e 70 pessoas, uma área ao ar livre compartilhada no rooftop, uma área de descompressão com televisão, futebol de botão e pufes, um andar compartilhado e três pavimentos para salas privativas. Quanto à localização, o Spaces Vila Madalena fica a 150 metros do metrô.

    Alguns dos diferenciais do prédio são carregador para carro elétrico, área para animais de estimação, acesso 24 horas e eventos frequentes. São oferecidos, ainda, cotas de impressão, salas de reunião, armários, cabine telefônica, serviço de recepção e gerenciamento de correspondência, atendimento telefônico personalizado, café e água à vontade.

    Além disso, não faltam oportunidades para networking: há um café da manhã toda segunda-feira e um happy hour toda última quinta-feira do mês, além de eventos temáticos e corporativos organizados pelo Spaces ou por empresas membras.

  • Volt
    Onde: Paraíso
    Preços:
    -Hot desk: a partir de R$ 599 por mês
    -Mesa fixa: a partir de R$ 949 por mês
    -Sala privativa: a partir de R$ 3.200 por mês

    O Volt se adapta bem a qualquer público, exceto grandes empresas, pois o espaço não é grande. Há área para palestras de até 60 pessoas, sala de workshop para até 20 pessoas e uma área para descanso com videogame.

    Entre os serviços oferecidos, há livre acesso às salas de reunião e impressão ilimitada, café e água à vontade, chuveiro para os que vêm de bicicleta e venda de comida.

  • WeWork
    Onde: Bela Vista, Brooklin, Pinheiros, Vila Nova Conceição
    Preços:
    -Hot desk: a partir de R$ 820 por mês
    -Mesa fixa: a partir de R$ 1.000 por mês
    -Sala privativa: a partir de R$ 1.400 por mês

    A estrutura de sua unidade Berrini inclui sala de jogos, bicicletário, sala de bem-estar, espaço para eventos, sala para brainstorming e estacionamento, além de ser dog friendly.

    Entre os serviços oferecidos, estão chopp artesanal à vontade todos os dias após o meio dia, material de escritório, cotas de impressão e de horas de sala de reunião, serviço postal e manuseio de encomendas, venda de alimentos e cafés e acesso a uma rede global de empreendedores que funciona como uma espécie de LinkedIn.

    A WeWork permite aos seus membros acesso a todas as unidades.

Ahoy! Berlin
Onde: Alto de Pinheiros
Preços:
-Hot desk: a partir de R$ 850 por mês
-Sala privativa: a partir de R$ 1.100 por mês

Com o passar do tempo, o Ahoy! Berlin, coworking apenas para empresas ou pessoas ligadas à inovação, começou a focar mais em eventos, graças a seu ambiente bonito, espaçoso e com ótima iluminação. Com isso, a própria equipe do coworking passou a produzir, prestar consultoria, desenvolver e personalizar eventos “com a cara do cliente”.

Talvez por isso a área de mesas compartilhadas não seja tão movimentada quanto a de outros coworkings, o que a torna o espaço ideal para aqueles que buscam silêncio e tranquilidade. Os planos incluem acesso à sala de reunião, lockers, cotas de impressão e água à vontade. Além disso, o espaço é pet friendly.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).